ANO: 25 | Nº: 6335
19/06/2019 Esportes

Os reflexos do Ba-Gua sub-17 para a última rodada

Foto: Yuri Cougo Dias

Alvirrubro e jalde-negro brigam pela última vaga do grupo
Alvirrubro e jalde-negro brigam pela última vaga do grupo
A confusão generalizada no clássico Ba-Gua do Gauchão sub-17 renderá frutos para a última rodada da primeira fase. E, talvez, os atletas envolvidos no tumulto ainda tenham que responder no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD).
No caso do Guarany, para se classificar para a segunda fase, a equipe precisa vencer o Brasil, em pleno C.T. Xavante, no sábado, às 15h. Ainda por cima, precisa torcer para que o Bagé não ganhe do Rio Grande, que jogam também no sábado, às 15h, só que no Estádio Pedra Moura.
Para o confronto em Pelotas, o Guarany terá os desfalques dos jogadores Gabriel, Hanery e Ygor. Os três foram expulsos ao término do Ba-Gua, em função do tumulto pós-jogo. Outro que também não poderá ficar na casamata, no duelo contra o Brasil, é o massagista Marcel Alves.
No lado do Bagé, em termos de cartões, o atleta Luan será o único desfalque, entretanto, este foi expulso ainda com o jogo em andamento. Da comissão técnica, o auxiliar Matheus Barbieri precisará cumprir suspensão.
Com o término da penúltima rodada, a classificação ficou assim: 1º – Progresso (22 pontos); 2º – Brasil (13); 3º – Rio Grande (seis); 4º – Bagé (cinco) – e 5º – Guarany (quatro). Passam para a segunda fase os quatro primeiros, que irão compor um novo grupo.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...