ANO: 25 | Nº: 6381
29/06/2019 Campo e Negócios

Programa projeta construção de microaçudes

Uma reunião, por videoconferência, entre o Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Bagé e o Escritório Municipal de Uruguaiana, realizada na quinta-feira, tratou sobre o Programa Estadual de Apoio e Ampliação da Infraestrutura Rural. O programa envolve a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), a Emater/RS-Ascar, a empresa executora e o produtor rural.
A informação é que serão construídos 63 microaçudes em propriedades rurais de São Borja, Itacurubi, Maçambará, Itaqui, Manoel Viana, Uruguaiana e Barra do Quaraí, a um custo, por município, de R$ 53.350,00 h/máquina. O objetivo é desenvolver a agricultura irrigada em suas propriedades de agricultores familiares.
Durante a reunião, foi estabelecido um cronograma de trabalho entre a empresa que ganhou a licitação para executar a construção dos microaçudes e a interação que precisa haver com os técnicos junto à empresa e aos produtores que estão recebendo o benefício.
Segundo o gerente adjunto do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Bagé, Rodolfo Perske, essa conexão entre técnicos, empresa e produtor é importante, pois os extensionistas possuem o conhecimento que muitas vezes a empresa não tem. "O extensionista pode ajudar a localizar, junto do operador, o local do açude e auxiliar na demarcação para a abertura da bacia hidráulica", observa.
De acordo com Perske, esse suporte é fundamental, pois a empresa não conhece o município, as estradas e os deslocamentos, ou seja, a Emater/RS-Ascar otimiza o serviço. "O suporte que o técnico dá pra empresa executora é fundamental para que seja um trabalho bem feito. Essa interação entre produtor, técnico e prestador de serviço é fundamental para o trabalho ficar qualificado", complementa.
Para o gerente adjunto, a água é um elemento primordial para a produção, principalmente na região da Campanha, onde a pecuária é uma das atividades que ocupam um grande percentual da área. "Esses microaçudes são muitas vezes utilizados como bebedouros para a dessedentação animal. Além disso, em alguns casos, pode servir como reserva de água para irrigar pequenas culturas e projetos que o produtor tenha interesse de fomentar", finaliza Perske.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...