ANO: 25 | Nº: 6386
08/07/2019 Cidade

Show de aniversário do Projeto Piano Forte e Piano Studio é marcado pela emoção

Foto: Tiago Rolim de Moura

Coral das crianças abriu o evento
Coral das crianças abriu o evento

O auditório da Sociedade Espanhola ficou lotado, na tarde de sábado, para a comemoração dos dois anos de atividade do projeto Piano Forte e Piano Studio. No local, alunos, professores, músicos e convidados realizaram um show de música brasileira marcado pela emoção.

Na abertura, uma apresentação especial com a participação dos corais infantis do Studio e Jardim Auxiliadora - Aprender Brincando, que cantaram a música Menininha, acompanhados ao piano a quatro mãos. As apresentações seguiram por mais de 1h40min. No total, foram apresentadas 20 músicas de todos os gêneros, desde o erudito, choro, Música Popular Brasileira, pop rock até o sertanejo, funk e música autoral.

Um dos momentos mais emocionantes foi quando os alunos do projeto Piano Forte, que atende jovens  de 7 a 19 anos, carentes e que estudam em escolas públicas, realizaram suas apresentações. Os alunos encerraram os dois anos de participação no projeto recebendo o certificado de conclusão da primeira etapa na sua formação (ciclo 1).

João Gabriel Oliveira, 18 anos, Liese Pacheco, 19, e Matheus Silva, 12, participaram pela última vez do projeto. Oliveira contou que já tinha gosto pela música, mas foi através do projeto que pode aprender a tocar piano. Já Liese ressaltou que, devido a condições financeiras, nunca imaginava ter a oportunidade de tocar o instrumento. “A música abre um leque de oportunidades e, além do apoio musical, recebemos ajuda para a família”, comentou. O pequeno Matheus, que entrou no projeto com dez anos, agradeceu pela oportunidade e disse que cada minuto valeu a pena. “Estou muito feliz de ter participado. Não são todas as crianças que têm a chance de aprender a tocar”, enfatizou, emocionado.

Realização

A coordenadora do Piano Studio, Cheisa Goulart, ressaltou que o evento foi gratuito e, para conseguir custeá-lo, foi necessário o apoio dos patrocinadores. Ela disse que a plateia doou um litro de leite, ou uma contribuição espontânea, que foi revertida para a Liga Feminina de Combate ao Câncer. “Desta forma, retribuímos o interesse da população e cumprimos uma missão de oferecer uma oportunidade de estudo para todos os níveis sociais”, relatou.

Um dos patrocinadores do evento foi a Imobiliária Wild. Segundo um dos proprietários , Matheus Wild, 24 anos, ele foi aluno de Cheisa com 10 anos, e a irmã, Valentina, de 7 anos, estuda na escola. “É uma forma de mostrarmos a importância da cultura para as pessoas”, disse.

Além das apresentações musicais que foram, na maioria, executadas pelos 15 professores do corpo docente do Studio, participaram das apresentações artistas/grupos convidados da cidade, como Reggae na Varanda, Baque do Pampa (Unipampa), Kika Simone (MAB), Velho Abajour e Kadu do Cavaquinho.

Cheisa ressaltou que escola de inglês "One Way", da proprietária Ana Macedo, premiou os dois primeiros colocados na seleção de conclusão do ciclo 1 (do projeto PianoForte), com duas bolsas de inglês integrais por um ano.

Doação

Segundo a presidente da Liga Feminina de Combate ao Câncer, Inês de Bem, foi motivo de satisfação receber as doações. Enfatizou que a entidade atende 380 pessoas que necessitam de medicações e alimentos. Segundo ela, houve um aumento na incidência de assistidos com câncer na cabeça e pescoço devido à ingestão de álcool e do tabagismo. “Essas pessoas, muitas vezes, somente conseguem se alimentar com o leite”, frisou.

Inês comentou que a Liga está atendendo na Prefeitura, toda a segunda-feira, das 13h30 as 16h30, e conta com apoio da população para qualquer tipo de doação de leite, alimentos, fraldas e até mesmo de cunho financeiro.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...