ANO: 25 | Nº: 6382
09/07/2019 Segurança

Guarda Municipal de Bagé deve ser viabilizada este ano

Foi anunciado, ontem, pelo prefeito de Bagé, Divaldo Lara, do PTB, a abertura de concurso público que prevê 25 vagas para a Guarda Municipal, que, com o certame, deve operar já em 2019.
De acordo com o secretário municipal de Segurança e Mobilidade, Luis Diego Soares, a Guarda Municipal irá atuar com a proteção de bens, serviços, logradouros públicos municipais e instalações. “Zelar pelo patrimônio, trabalhar em parceria com a Brigada Militar, um policiamento na área central e bairros, auxiliando a polícia”, explica.
Soares enfatiza que o concurso prevê um prédio para a Guarda Municipal, viaturas, armamentos e aparato próprio. “Estamos organizando para que quando saia o concurso, ela possa entrar em operação, após treinamento específico, burocrática e legal para o porte de arma”, enfatiza. Ele também complementa dizendo que o serviço de Agentes de Trânsito continuará e terá o aporte da Guarda Municipal, que também trabalhará na fiscalização do trânsito. Conforme a lei municipal 5.875, de janeiro de 2018,  a Guarda Civil Municipal terá 25 guardas (com 40 horas semanais de serviço), Função Gratificada (FG) ou Cargo em Comissão (CC) nível 7, um superintendente, um superintendente adjunto FG/CC 6, um Inspetor Geral FG/CC 06, um subinspetor FG/CC 06, um corregedor FG/CC 7 e um ouvidor FG/CC 07.
O ingresso na carreira de guarda civil será feito mediante concurso público de provas e títulos e, concluído com êxito o curso de Formação de Guarda Civil, sempre na classe e padrão inicial da carreira. Ainda segundo a lei, as vagas são reservadas a brasileiros, com pleno gozo dos direitos políticos, quitação com as obrigações militares e eleitorais e Ensino Médio completo. Para disputar uma vaga, será preciso ter idade mínima de 18 anos completos; aptidão física, mental e psicológica; idoneidade moral comprovada por investigação social e certidões expedidas pelos poderes competentes; não estar incompatibilizado para o serviço público em razão de penalidade sofrida; prévia aprovação no concurso público; carteira de habilitação, no mínimo das categorias A e B.
Os aprovados no concurso para a Guarda, para o ingresso na função, também deverão submeter-se ao teste de aptidão física e às exigências do Serviço de Biometria Médica do Município.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...