ANO: 25 | Nº: 6431
10/07/2019 Fogo cruzado

Bolsonaro sanciona política de incentivo à ovinocaprinocultura proposta por Hamm

Foto: Divulgação

Progressistas recebeu demanda do setor produtivo
Progressistas recebeu demanda do setor produtivo
O presidente da República, Jair Bolsonaro, do PSL, sancionou a lei que institui a Política Nacional de Incentivo à Ovinocaprinocultura, proposta pelo deputado federal Afonso Hamm, do Progressistas. A legislação contempla a criação de ovinos e caprinos com a finalidade da produção de carne, lã e laticínios, propiciando o melhoramento genético das raças e aumentando a rentabilidade dos rebanhos.
Hamm destaca que recebeu essa demanda do setor produtivo, para valorizar e potencializar a comercialização da carne e da lã no país. “Além de promover a regularização do abate e do comércio de produtos derivados dos ovinos e caprinos, queremos estimular o processamento industrial, familiar e artesanal desses produtos, fomentando a pesquisa e a assistência técnica e extensão rural para a modernização tecnológica e de gestão das cadeias produtivas”, afirma.
Segundo dados da Secretaria da Agricultura do Rio Grande do Sul, o rebanho atual do Estado é de 3.1 milhões de ovinos, mas a taxa de assinalação (cordeiros que sobrevivem até serem desmamados) é inferior a 60%. Em países de referência, como a Nova Zelândia, o índice supera os 120%, em razão da possibilidade de geminação em ovelhas. Com uma política especifica para o setor, o objetivo é aumentar a eficiência produtiva no Brasil, especialmente nas regiões Sul e Nordeste que são as principais produtoras de ovinos e caprinos no país.
O parlamentar também é autor do projeto que institui o dia nacional de ovinocultura, a ser comemorado no dia 19 de janeiro e que tem por objetivo conscientizar os produtores rurais e a sociedade brasileira acerca da importância da ovinocultura para a economia brasileira. O projeto aguarda apreciação no Senado Federal.


Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...