ANO: 25 | Nº: 6378
10/07/2019 Cidade

Novos recursos tecnológicos são inseridos nos atendimentos do Caminho da Luz

Foto: Divulgação

Orbitador permite o desenvolvimento de diferentes recursos sensoriais
Orbitador permite o desenvolvimento de diferentes recursos sensoriais
Uma das novidades para 2019, o Centro de Referência em Atendimento Especializado para Autistas no Caminho da Luz conta com recursos diferenciados na Metade Sul do Estado. A instituição conta com uma sala de recursos sensoriais e reabilitação virtual, onde atuam fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e psicomotricistas. As ferramentas utilizadas são um orbitador e um videogame especial. Tudo para melhorar a mobilidade dos assistidos.
O Orbitador tem paredes de escalada e recursos suspensos. Entre eles, um casulo, plataforma e escada. Já o Videogame Xbox com Kinect é um simulador de movimento. Os aparelhos trabalham força, resistência, superação do medo, a noção especial, o equilíbrio estático, coordenação, alongamento, autoconfiança, entre outros.
Outro material que consiste num aperfeiçoamento para melhorias no atendimento é a Plastificadora. Ela permite a confecção de material estruturado para trabalhar com autistas. O detalhe é que os materiais são produzidos diariamente com o auxílio da máquina. Materiais semelhantes como os do Centro de Referência Especializado são disponibilizados, mais próximo, em locais como a AACD, em Porto Alegre, e em Pelotas. O que torna ainda mais importante o trabalho realizado pelo Caminho da Luz.
"Nossa equipe pesquisou esses materiais e buscou parcerias para que pudéssemos adquirir e implementar nos tratamentos que disponibilizamos e o resultado até agora é fantástico", destaca o presidente do Caminho da Luz, Ruibar Freitas. "Por isso é importante valorizarmos o apoio da comunidade, a parceria com o Banco Santander dentro do projeto Amigo de Valor e outras iniciativas que visam a trazer mais recursos para a instituição", pondera ao complementar: "Nossa demanda cresce cada vez mais e para podermos atender da melhor forma precisamos da colaboração, das doações, do repasse de recursos e de iniciativas que gerem recursos para não apenas mantermos os atendimentos, como para que possamos ampliá-los".

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...