ANO: 25 | Nº: 6283

Viviane Becker

viviminuano@hotmail.com
Colunista social do Jornal Minuano, Viviane Becker é experiente jornalista de geral e conhecida editora do caderno de variedades Ellas.
12/07/2019 Caderno Ellas

Duas pessoas em uma história só

Foto: Arquivo pessoal

por Rosane Coutinho
Jornalista e fotógrafa

 

Hoje, vou trazer uma pauta que é encantadora - o tema gêmeos. As pessoas que observam, acreditam que os gêmeos são parecidos por fora e por dentro, mas se enganam, porque, apesar de existir uma ligação impressionante, cada um tem a sua personalidade, preferências e é exatamente nas diferenças que se dá todo esse mistério que ronda os responsáveis por apenas 1% da população brasileira.

Conversei com Isadora e Isabela Campello para entender um pouco como é essa conexão entre elas e foi fantástico o que descobri. Primeiro, preciso confessar que o que me atrai nessas jovens mulheres de 23 anos é a postura, a educação, delicadeza e por serem muito modernas, mas sempre com o elo de “somos gêmeas”, pois é perceptível que elas estimam terem nascido e se desenvolvido juntas. Isadora conta que sempre gostam quando as pessoas perguntam se elas são gêmeas, uma realidade que vivem desde que nasceram. “Nunca nos foi imposto, de que deveríamos fazer as coisas juntas, nos vestir iguais, ou gostar das mesmas coisas, frequentar os mesmos lugares...enfim, as nossas escolhas ocorreram de forma muito saudável”, exterioriza.

Confessa achar engraçado que entre elas não percebem as diferenças. Primeiro, porque acreditam na personalização de cada ser humano. Depois, porque elas ouvem as opiniões das pessoas em relação às suas diferenças. Isabela conta que em alguns pontos elas convergem. Já Isadora, confessa que é a sintonia que mais fascina. Desde pequenas, aprenderam a dividir, seja por destino ou opção. “A sintonia é tanta que, só de olhar, conseguimos perceber o que a outra está sentindo. E assim a gente, verdadeiramente, se entende. Conosco não existe aquela história de machucou uma e a outra de longe já sente. Mas se uma começa a chorar, inevitavelmente a outra chora junto. E sempre foi assim”, explica Isadora. Ou seja, uma sente a dor emocional da outra.

 

Objetivos alinhados

Isabela e Isadora são formadas em Administração, Ciências Contábeis e Tecnólogas em Recursos Humanos.Contam que, atualmente, os planos e objetivos são alinhados, e que por incrível que pareça, estão juntas iniciando a vida profissional. E uma prova disso é o surgimento da marca Soul Alta Performance, que em sociedade com a publicitária Mariana Mor, pós-graduada em life coaching, elas realizaram o lançamento com Master Class, no mês de junho. Têm o objetivo de promover o autoconhecimento, incentivar o poder de ação e conduzir a pessoa em alta performance. Isabela fala que o desejo de que sejam felizes é tão intenso, que o amor que as cerca é tão verdadeiro, que se um dia, precisarem se separar, acontecerá de forma natural. Porém elas reiteram que hoje são felizes assim, seguindo o mesmo caminho.

 

O poder de descobrir juntas

Para Isabela, ter uma irmã gêmea é bênção de Deus. “Acredito que irmãos são os melhores presentes que nossos pais podem nos dar, e ter uma irmã gêmea é descobrir a vida juntas, é dividir a casa, o quarto, o dia do aniversário, com a sua melhor amiga. É dividir a rotina, os amigos, as dúvidas, os medos, os anseios. É ela olhar e dizer: Eu também não sei, mas a gente pode descobrir juntas”, exterioriza. Isadora confessa, que em nenhum momento da vida desejou não estar dentro desse 1% do índice nacional de natalidade.

No íntimo delas, são conhecedoras de que os frutos que hoje plantam, são resultados de esforço e dedicação e sabem valorizar a família que  proporciona às irmãs essa sólida base que possuem, e que reflete na admiração que promovem. Como aconteceu comigo, que tive o prazer de conhecer um pouco desse amor tão especial entre duas pessoas que somam duas vidas em uma só história: a de ser irmãs gêmeas.

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...