ANO: 25 | Nº: 6386

Egon Kopereck

egonkopereck@gmail.com
Pastor da Congregação Evangélica Luterana da Paz
13/07/2019 Egon Kopereck (Opinião)

Bagé em festa

Prezados leitores, povo de Bagé, região da Campanha!
O nosso município está em festa. No próximo dia 17 de julho, o município estará festejando o 208º aniversário desde a sua fundação. Neste momento de festa e comemorações, podemos dizer que temos um município abençoado, um povo batalhador e uma região conhecida e reconhecida, até mundialmente. Por isso, quero aproveitar esse momento, para mais uma vez, dizer, pedir e incentivar a todos: Levantemos as mãos para os céus e agradeçamos a Deus por todas as bênçãos, que sem nenhum merecimento nosso, unicamente por sua graça e seu amor, temos e usufruímos.
Segundo os dados do IBGE de 2018, nosso município tem uma população de 120.943 habitantes. Estamos a 217m acima do nível do mar. Levamos o título de cidade Rainha da Fronteira, por estarmos a 60km da divisa com o Uruguai.
Nesta Campanha já se viram e aconteceram batalhas homéricas com os índios Charruas, com portugueses e espanhóis, a batalha Cisplatina, e as revoluções Farroupilha e Federalista.
A fundação de Bagé se deu em 11 de julho de 1811, mas somente depois de passar por vários estágios, em 15 de dezembro de 1859, Bagé passou a categoria de cidade do Rio Grande do Sul.
Pesquisando na Internet, encontramos dados e referências sobre o nosso município muito profícuas. Esse nosso município é referência mundial em rebanho bovino e ovino. O churrasco dessa Campanha é o mais tradicional e saboroso. Em sua economia se destacam a pecuária de corte à ovinocultura, além de ser um polo importante de cavalos, especialmente da raça crioula. Na agricultura, se destacam as grandes plantações de arroz, atualmente também se percebe a expansão da fruticultura, dentre elas a uva para as vinícolas que estão se instalando em nossa região, sem contar o crescimento cada vez maior das plantações de soja.
Bagé também é um polo educacional, com duas grandes universidades particulares, uma Universidade Federal, além de instituições educacionais.
Chama a atenção,em nossa cidade, o número de quartéis, o que traz consigo muita gente de outros municípios.
Na área de religiosidade, a grande maioria da cidade está ligada à Igreja Católica, mas segundo o IBGE percebe-se o crescimento das Igrejas Evangélicas em geral.
Enfim, Bagé está em festa. Temos muitos motivos para nos alegrar. Ao fazer esse breve levantamento do nosso município, meu objetivo era fazer com que pensássemos um pouco sobre tudo que aqui já passou e o que hoje temos e somos, e, então, lembrar: Se Deus nos tem abençoado tanto, se Deus ainda é lembrado, adorado, cultuado em nosso meio, não esqueçamos de lhe agradecer. Isso significa dedicar a nossa vida a ele e servi-lo com fidelidade. Andar nos seus caminhos, fazer a sua vontade, lutar contra o mal, o pecado, a corrupção, o egoísmo, o orgulho, a vaidade e tudo aquilo que prejudica a vida em comunidade, a nossa sociedade e o bem estar do nosso semelhante.
Diz no Salmo 127: "Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam." Sabedores disso: Busquemos a Deus. Bendigamos o seu nome. E deixemos ele dirigir nossas vidas e, com a sua bênção, viver em paz e harmonia, sendo verdadeiramente um povo feliz.
Parabéns, Bagé!


Pastor da Congregação Evangélica Luterana da Paz

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...