ANO: 25 | Nº: 6405
15/07/2019 Cidade

Presidente do Instituto Brasileiro de Museus visita o Dom Diogo de Souza

Foto: Antônio Rocha

Reunião tratou sobre disponibilidade e acesso a verbas para Bagé
Reunião tratou sobre disponibilidade e acesso a verbas para Bagé

Uma reunião com o vice-reitor da Urcamp, Fábio Josende Paz, a pró-reitora de Ensino, professora Virgínia Dreux, e as integrantes da comissão gestora de museus mantidos pela Fundação Atila Taborda(Fat)/ Urcamp, Maria Luiza Pegas e Carmem Barros, marcou a visita do presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Paulo Amaral, em Bagé. O encontro, realizado no sábado, contou, ainda, com o diretor executivo do Instituto Iberê Camargo, Emilio Kalil.

Conforme o vice-reitor, durante o encontro, que aconteceu no Museu Dom Diogo de Souza, foram tratados sobre possíveis verbas que irão auxiliar na manutenção da instituição e também em formas de buscar recursos para modernização, ampliação, pintura, restauro e segurança dos prédios. “Amaral falou sobre a realização de projetos para concorrer em editais que serão lançados pelo Ibram”, comentou.

Amaral, que é engenheiro, escritor, curador e artista plástico, é bajeense. Ele viveu no município por três anos e, por várias ocasiões, esteve na cidade. Ele salientou que a instituição, através da Urcamp, e Associação de Amigos do Museu, deve elaborar os projetos e encaminhá-los, para tentar acessar as verbas através dos editais. “Tratamos sobre linhas de financiamento que o Ibram  disponibiliza e formas de acessá-las”, disse.

O presidente do Ibram informou que tem obras suas no acervo do Museu da Gravura Brasileira, também mantido pela Fat. Além disso, enfatizou que o Ibram conta com o aporte de R$ 55,5 milhões, disponibilizados pelo Ministério da Justiça, através do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos, e a forma de devolução desses valores é através de melhorias e benesses para a população. “O Ibram mantém 30 museus e, agora, a ideia é abrir possibilidades para que instituições municipais, estaduais e particulares possam ter acesso a esses recursos através de bons projetos”, informou.

Conforme Maria Luiza, a visita de Amaral marcou o dia do aniversário de 91 anos do Tarcísio Taborda. Ela ressaltou que a instituição guarda o acervo de obras e história e memória de toda a região. “É importante que tenhamos acesso a esses recursos para continuar o trabalho”, destacou.

O artista

O artista ocupou o cargo de diretor do Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs) por três ocasiões, tendo efetivado a sua primeira gestão entre 1997 e 1998, quando foi convidado a dirigir o museu, para auxiliar na obra de restauro.

Amaral iniciou com pintura aos 17 anos e teve sua primeira tela exposta nos Estados Unidos. Há cerca de nove anos, começou a realizar esculturas. Em outra entrevista concedida ao Jornal MINUANO, o presidente do Ibram salientou que é sempre uma felicidade retornar à sua terra natal. Ele também comentou,  na ocasião, que tem paixão por Bagé e por Pelotas, que é a terra onde os pais nasceram.

 

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...