ANO: 25 | Nº: 6386
16/07/2019 Cidade

Escola Justino Quintana realiza hora cívica em homenagem a Bagé

Foto: Tiago Rolim de Moura

Caminhada foi até a Téo Obino e depois para Catedral
Caminhada foi até a Téo Obino e depois para Catedral
A celebração em homenagem ao aniversário de Bagé começou logo nas primeiras horas da manhã de ontem, na Escola Estadual de Ensino Médio Justino da Costa Quintana. Alunos do Curso Normal e dos quartos anos do Ensino Fundamental participaram de uma hora cívica, seguida de caminhada com apresentação de vídeos e do Hino de Bagé.

Conforme a professora Lygia Azambuja, que idealizou a celebração, o evento teve início no teatro da escola. Ela comenta que participaram cerca de 200 alunos. Na primeira etapa, foram apresentados vídeos sobre Bagé e região e o curta "O Sabiá" , com direção do cineasta bajeense Zeca Brito que, segundo a professora, foi aluno da escola.

O filme acompanha a história de Juvêncio, um menino quilombola que, após ter sido abandonado pela mãe, se recusa a falar. Os avós insistem em sua educação e, através da oralidade, têm o desafio de perpetuar a herança cultural africana no momento em que a luz elétrica chega ao quilombo do "Rincão do Inferno", na localidade de Palmas. "É importante conhecer a zona urbana e rural e também valorizar as pessoas que estudaram na escola", disse.

Lygia salientou que os alunos do quarto ano fizeram uma campanha para recolher tampas plásticas e a apresentação do filme ressalta a importância de preservar este patrimônio. Além disso, após a apresentação do curta, os alunos seguiram em caminhada até a escola municipal Téo Obino, onde entoaram o Hino de Bagé. Logo em seguida, seguiram o trajeto até a Catedral de São Sebastião, onde aconteceu um ato. "A trajetória da caminhada é alusiva ao inventário cultural. Bagé iniciou nos cerros e foi para a cidade antiga", comenta.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...