ANO: 26 | Nº: 6588
22/07/2019 Cidade

Temporada Hípica encerra com recorde de público e competidores

Foto: Antônio Rocha

Conjuntos incluíram cavaleiros e amazonas de Uruguaiana, Livramento, Bagé, Jaguarão, Santa Maria, São Gabriel e Rio Branco (Uruguai)
Conjuntos incluíram cavaleiros e amazonas de Uruguaiana, Livramento, Bagé, Jaguarão, Santa Maria, São Gabriel e Rio Branco (Uruguai)

O clima ajudou e centenas de bajeenses lotaram o Círculo Militar, no final de semana, aproveitando a temperatura amena e as apresentações competitivas da 23ª Temporada Hípica. Ao todo, mais de 170 conjuntos (cavaleiro e animal) passaram pelo circuito de competição.
Comandante da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (3ª Bda C MEC), Carlos Augusto Ramires Teixeira, explica que a 23ª Temporada Hípica engloba a terceira edição da Liga Hípica Fronteira Sul, Liga Hípica do Comando Militar do Sul e terceira edição da Liga Hípica Gaúcha. "Então fazemos a reunião das três competições para facilitar a logística", explica.
Ramires conta que durante os três dias do evento (sexta-feira, sábado e domingo), competiram 170 conjuntos em seis categorias de hipismo. As provas iniciaram com obstáculos de 60 cm, para iniciantes, até 1,20m para cavaleiros e amazonas com maior experiência.
Participaram da competição conjuntos de toda Uruguaiana, Santana do Livramento, Jaguarão, Santa Maria e São Gabriel, além de Bagé. Também competiram militares convidados de Rio Branco, Uruguai, como um intercâmbio e cortesia entre os dois países fronteiriços.
O general apontou que o evento realizado cresceu em comparação com os anteriores e atribui isso ao adiantamento em 15 dias para a realização da temporada. "Tivemos um aumento de 20% em relação à temporada de 2018, e muito desse aumento por causa da data. Adiantamos a realização pensando, justamente, em garantir um tempo bom", diz.
E o aumento, segundo Ramires, não se dá apenas na participação de novos competidores, mas também de maior aceitação e participação do público, que conta com diversas atrações, além das apresentações competitivas, com entrada franca. "Nosso objetivo é convidar os civis para conhecer o trabalho feito pelo exército, estreitar esses laços para que eles possam aproveitar ocasiões como essa para confraternizar com a família", destaca.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...