ANO: 25 | Nº: 6401
23/07/2019 Esportes

Bagé tem chegada de reforços e articula amistosos

Foto: Antônio Rocha

Abelhão em jogo treino neste domingo
Abelhão em jogo treino neste domingo
No quinto dia de intertemporada, o Bagé iniciou a semana já com o primeiro jogo-treino agendado, visando a Copa Seu Verardi. Neste domingo, o jalde-negro fará um teste contra o Armour, de Santana do Livramento, às 15h, no estádio Pedra Moura. Há varias temporadas, o ex-clube profissional da fronteira tem sido escolhido para ser o primeiro adversário, durante a preparação para algum torneio. Ontem à tarde, integrou-se ao elenco o lateral esquerdo Ednei, 26 anos, que jogou a Divisão de Acesso pelo Glória. Ele também acumula passagens por Joinville (2012); Caçador (2012); Brusque (2013); Rio Grande (2014); Operário Ferroviário (2014); Santa Helena (2015); São Gabriel (2016); Glória (2017 e 2019); Ypiranga (2018) e Inter de Lages (2019).
Também se apresenta hoje o atacante Wallan, 28 anos, que atuou com Badico, em 2019, no São Paulo de Rio Grande. Jogador de velocidade, Wallan passou por Joseense (2011 a 2013); Social (2014); Corumbaense (2015); Audax Rio (2016); Inter-SM (2017); Toledo (2018); São Paulo-RS (2019) e Hercílio Luiz (2019).
Entre amanhã e quinta-feira, mais dois reforços devem ser integrados ao grupo, ambos para a zaga. É o caso de Souza, que vem da base do Santos, e de Washington, formado no América Mineiro. A meta de Badico é que praticamente todo o plantel seja finalizado até o final de semana. Após o prazo, as movimentações de mercado serão pontuais. Com a chegada de Ednei e Wallan, mais os dois zagueiros que estão por vir, o Bagé tem 20 jogadores acertados – outros três estão em fase de testes.

Mais dois testes serão agendados
Para a semana que vem, possivelmente na quarta-feira (31), Badico articula um jogo-treino com o Brasil, em Pelotas, que deve utilizar os jogadores que não serão escalados na rodada da série B do Brasileiro. E na outra semana, o treinador jalde-negro não descarta um amistoso com o São José ou o Inter, em Porto Alegre, com a mesma dinâmica, de escalar quem não for relacionado. No caso, seriam testes formidáveis antes da estreia no dia 11, contra o Cruzeiro, em casa. “Sobre o grupo, o Pelotas é uma equipe de tradição. O Cruzeiro promove uma ótima captação de jogadores, com o técnico Fernando Agostini. E sobre o União Harmonia e o 12 Horas, todos falam que será uma barbada, mas não encontraremos vida fácil. No segundo semestre, há muitas opções de jogadores, em função do desemprego. Os que ficaram sem mercado nacional jogam o segundo semestres, até para ficarem valorizados. Isso eu ressalto para os jogadores, sobre a importância de fazer uma boa competição e no final de ano surgir uma proposta de novo clube ou renovação de contrato”, analisa Badico.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...