ANO: 25 | Nº: 6361
25/07/2019 Empreendedor

Casa Bando sedia oficina de Fotoscript

Foto: Tiago Rolim de Moura

Luísa Brasil dá início à oficina, cujo tema central será a obra de Cartier-Bresson
Luísa Brasil dá início à oficina, cujo tema central será a obra de Cartier-Bresson
Espaço coletivo cheio de criatividade e inovação, a Bando tem agenda cheia para o final de semana, com atividades programadas para agradar gostos e interesses diversos. A programação começa com a oficina "Fotoscript", que busca dar suporte e aprimoramento sobre o olhar fotográfico do cotidiano, e oferece, também, a oficina "Design thinking", que busca mapear soluções criativas para empreendedores, de forma colaborativa.
Em uma época em que as redes sociais fomentam registros imagéticos, quase em tempo real, do cotidiano, é preciso parar e pensar a fotografia como uma expressão de arte. E é justamente isso que propõe a oficina Fotoscript. A atividade é uma realização da doutora em História, Luísa Brasil, que há quase uma década trabalha com a história da fotografia e suas relações com o mundo social e a arte e já atuou em curadorias em fotografia. Atualmente integrando a equipe da Bando Coletivo Criativo, ela será a tutora do evento, ministrado em parceria com Dionísio Velleda, desenvolvedor de softwares e fotógrafo, que trabalha, principalmente, com fotografia analógica P&B.
A oficina é dividida em módulos e para cada um é escolhido um fotógrafo diferente para ser estudado. Nesta primeira edição na cidade, Luísa escolheu um dos mais conhecidos nomes da fotografia mundial para abrir as atividades: Henri Cartier-Bresson. Luísa explica que a partir da vida e obra do artista, é contextualizado o seu papel na história da fotografia. “Sempre buscamos nomes que nos possibilitem dialogar com os modos do fazer fotográfico, seja documental, artístico, fotojornalismo, publicidade entre tantas outras maneiras de conceber a fotografia”, relata.
A atividade é dividido em três momentos: no primeiro, que acontece na noite de amanhã (26), na casa Bando, a partir das 19h, serão apresentados os tópicos: Fotojornalismo: trajetória, influências e legado de Cartier-Bresson; Agência Magnum; Estilo técnica: preto e branco, geometria, discurso visual; O olhar e a observação: o momento decisivo.
O segundo momento acontece na tarde de sábado, a partir das 14h. Nesta saída fotográfica, os participantes colocam em prática o que foi falado na noite anterior, exercitando o olhar fotográfico a partir das características próprias de Cartier-Bresson. Tanto câmeras quanto celulares são aceitos para a atividade.
A terceira etapa, que acontece a partir das 19h de segunda, novamente na casa Bando, é o momento de apresentar a série de imagens registradas durante a saída técnica e analisar os resultados obtidos. “Dividimos os encontros em uma aula teórica, uma prática e uma para análise do trabalho realizado. Ao finalizar a oficina, o aluno sai carregando, além de uma bagagem enorme de conhecimento, uma obra, uma experiência em fotografia”, destaca.
São 12 horas de trabalho sobre a fotografia urbana com investimento de R$ 150. As inscrições podem ser feitas no site da Bando Coletivo Criativo (www.bandocc.com) até a manhã de sexta.

Design Thinking
Graduada em Administração de Empresas com pós graduação em Gestão Empresarial, Camila Gomes traz um pouco de sua experiência em Design Thinking, inovação, empreendedorismo e marketing digital em evento na tarde do dia 27 de julho.
O Design Thinking trabalha com soluções criativas, focadas nas necessidades do mercado, baseado nas definições da empatia, colaboração e experimentação. A oficina se propõe a mapear ideias, mesclar experiências culturais com visões de mundo com o objetivo de criar e solucionar problemas da forma menos óbvia.
O curso acontece das 14h às 18h, e as inscrições podem ser feitas, também, no site do coletivo criativo. O investimento é R$ 150.
A casa Bando Coletivo Criativo está localizada na rua General Osório, 738.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...