ANO: 25 | Nº: 6455
27/07/2019 Fogo cruzado

Perfuração de poços artesianos vai beneficiar famílias de Aceguá e Bagé

A perfuração de poços artesianos em municípios que não contam com concessionárias terceirizadas está entre as prioridades da Secretaria Estadual de Obras e Habitação (SOP) no segundo semestre. Na semana passada, termos de cooperação técnica foram assinados pelo secretário José Stédile e autoridades de 22 municípios, entre prefeitos, vice-prefeitos e secretários municipais. Serão perfurados 36 poços, contemplando mais de sete mil famílias nas regiões Noroeste, Centro, Nordeste, Fronteira Oeste e Campanha, beneficiando Aceguá, nas localidades de Boa Vista e Tábua.
Stédile lembra que a iniciativa garantirá saúde e qualidade de vida às famílias. “O Programa de Perfuração de Poços é um importante canal de parceria entre o governo do Estado e os municípios. Água potável é mais do que prestação de serviço público, é dignidade humana”, disse.
Cada poço artesiano conta com investimento de R$ 50 mil do governo do Estado, em média, havendo contrapartida da prefeitura, entre outros, no revestimento do reservatório. “Os poços artesianos mudam a realidade econômica e social das localidades. O programa evita o êxodo rural e garante saúde ao homem e à mulher do campo”, disse o diretor de Poços e Redes da Secretaria, Neorildo Dassi.
Conforme o cronograma da pasta, outros cinco municípios devem aderir ao termo de cooperação nos próximos dias, totalizando 7.751 famílias contempladas em todo o Estado. “Assinaremos a perfuração de poços com as prefeituras de Bagé, Paraíso do Sul, Unistalda, Rolador e Tupanciretã”, projetou Stédile. Em Bagé, os poços serão perfurados na Serrilhada.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...