ANO: 25 | Nº: 6334

José Carlos Teixeira Giorgis

jgiorgis@terra.com.br
Desembargador aposentado e escritor
03/08/2019 José Carlos Teixeira Giorgis (Opinião)

Acidentes geográficos de Bagé em 1914

Octávio Augusto de Faria foi gabrielense, membro da Academia de Letras do RS, estudante do Colégio Militar, que se destacou a coligir e investigar dados sobre os municípios gaúchos. Dele já publiquei, aqui, um verbete sobre Bagé no passado. O que concluo com referência aos acidentes geográficos da cidade em 1914. A obra, um livro com capa vermelha, encadernado pela “Encadernação e Douração” de João Sant’Anna, que descubro ser uma firma localizada na Rua Prof. João Manoel, nº 16, nesta cidade, e que me surpreendeu pela qualidade do serviço, foi editado em Porto Alegre. E foi premiada com medalha de ouro na Exposição nacional de 1908, assim reeditada e aumentada. Em respeito ao espaço do texto exclui algumas referências repetidas, adaptei a ortografia, salvei alguns nomes no original etc. Eis o que aqui existia há pouco mais de um século.
Acampamento. Passo sobre o Piraí; município de Bagé. Aceguá. Serra na linha divisória com a República do Uruguai. Por cima dela passam os marcos divisórios da nossa fronteira. Ali nasceu o grande tribuno doutor Gaspar da Silveira Martins, honra tribunícia da pátria gaúcha. Aceguá-Chico. Serro na linha divisória. Agudo. Serro rico em minerais. Alegre. Serro. Ana Correa. Rincão entre os rios Jaguarão e Jaguarão-Chico. Apertado. Serro.
Bagé. Comarca de terceira entrância, constituída dos termos de Bagé e Cacimbinhas. Criada por lei provençal de 22.12.1858. Bagé. Arroio tributário do Piraí. Bagé. Serro junto à cidade do mesmo nome. Baú. Serro. Banhado da Caneleira. Arroio afluente do Piraí que rega o município. Banhado da Lexiguana. Arroio tributário do São Luís que rega o município. Banhado do Bocarra. Lugar no município. Banhado do Ivo. Arroio. Banhado Grande. Arroio afluente do Jaguarão-Chico. Batalha. Banhado a oito quilômetros da cidade. Basílio. Estação da estrada de ferro de Bagé a Rio Grande; no km 128,6 a partir de Rio Grande e a 48 m de altitude. Entre as estações de Piratini e Serro Chato. Dali partirá o ramal férreo para Jaguarão. Pertencente ao município de Herval. Bica. Tradicional fonte d’água potável da cidade. Boa Vista. Estrada. Bocarra. Passo. Bolena. Ramificação da Coxilha Grande. Lança para o Sul dois galhos: um que vai ao Estado Oriental, separando as águas do Jaguarão e Rio Negro, e outro à coxilha da Tuna, que fenece à barra do arroio Velhaco ou Torrinhas. Lugarejo do município. Botica. Passo sobre o Rio Negro. Buraco do Sapateiro. Gruta muitíssimo curiosa nas Palmas.
Cabeceiras do Rio Negro. Localidade. Caboçu. Arroio afluente do Piraí. Caldeira. Serro. Camaquã-Chico. Rio tributário do Camaquã Grande. Nasce na Coxilha Grande, em Bagé, e depois a limita do de Lavras até sua barra. Recebe grande número de tributários por ambas as margens. Candal. Serro nas imediações da cidade. Candiota. Estação da estrada de ferro de, no quilômetro 225 a partir de Rio Grande. Está situada entre as estações de Pedras Altas e Santa Rosa. Passo real. Sobre o arroio de seu nome, estrada de Pelotas a Bagé. Caneleira. Passo sobre o Piraí. Arroio afluente do Piraí que rega o município. Carneiro. Banhado. Carpintaria.  Serro na linha divisória. Carros.  Passo no arroio Candiota, municípios de Bagé e Herval. Cassão.  Passo sobre o Camaquã, municípios de Bagé e Caçapava. Cemitério. Passo. Colorado. Afluente do Camaquã. Corvo. Passo com o município de Dom Pedrito. Coxilha Seca. Estrada municipal. Durasneiros. Passo. Empedrado. Passo. Enforcados. Passo do Camaquã. Espantoso. Passo do Rio Negro. Estação Oriental. Arroio. Farinha. Lugar. Ferro. Afluente do Candiota. Formiga. Banhado. Formosa. Lagoa no rincão de Ana Corrêa. Forno Velho. Banhado. Francisco Manuel. Arroio afluente do Camaquã-Chico que banha o município.
Gabriéis. Banhado. Haedo. Ramificação da Coxilha Grade. Penetra no Uruguai. Ibaré. Arroio tributário de Jaguari. Pertence a lavras. Banhado no município de Lavras e estação do ramal de Bagé a Cacequi, entre Suspiro e três Estradas, no quilômetro 248 de Santa Maria. Igrejinha. Lugar. Ivos. Banhado e lagoa. Jaguarão- Chico. Rio afluente do Jaguarão. Nasce em Bagé, que percorre ao rumo Norte- Sul e depois de receber o arroio da Mina. Limita Bagé com o Uruguai. Foi ultimamente batizado pelo nome de Concórdia. Junção. Estação da estrada de ferro Rio Grande-Bagé. Dali parte o ramal da Costa do Mar.  Lata. Lugar. Limoeiro. Lugar. Lechiguana. Arroio afluente do Camaquã e banhado tributário do São Luís. Malcriado. Serro. Maria Isabel. Passo do Camaquã-Chico. Medina. Banhado a uma légua de Bagé. Milagre. Passo no arroio Bagé. Mina. Arroio afluente do Jaguarão-Chico. Serro. Limita com o Uruguai. Mingote Marques.  Passo e estrada. Moinho. Passo do Quebracho. Mortes. Passo do Quebracho. Negro. Afluente do Uruguai. Nasce da serra de Santa Tecla e percorre pequena porção do estado penetrando no Uruguai, onde se torna importante caudal. Olhos D’Água. Coxilha e distrito de Bagé, com 2931 habitantes, em 1.1.1913. Orqueta. Arroio entre os dois Piraís. Palma. Lugar e estrada. Palmas. Arroio tributário do Camaquã. Os terrenos circunvizinhos pertencem à formação cambriana. Há abundância de cobre nativo, acompanhado de calcito, prenito e quartzo. Distrito de Bagé com 2329 habitantes. Panela do Candal. Lugar junto à cidade. Paraiso.  Fazenda importante em Bagé, de Thomaz Mércio Pereira. Paredão. Lugar. Pedras. Sanga tributária do Tigre. Também afluente do Piraí. Pirai.  Arroio tributário do Rio Negro, distrito e rincão do município. Piraí-Chico. Arroio. Piraisinho. Arroio. Piratini. Estação de estrade de ferro Rio Grande- Bagé, município de Arroio Grande. Quebrachinho. Arroio afluente do Quebracho. Quebracho. Arroio afluente do Rio Negro e estrada. Reis. Passo do Rio Negro. Rio Negro. Distrito de Bagé, com 2462 habitantes em 1.3.1913. Estação da estrada de ferro Bagé- Rio Grande, no quilômetro 258 do Rio Grande e entre as de Santa Rosa e Santa Tereza. Rodeio Colorado. Parada da estrada de ferro Bagé- Cacequi. Coxilha e fazenda. Salsinho. Arroio afluente do Jaguarão. Salso. Banhado tributário do Rio Negro. Passo do Jaguarão e estrada do município. Salso do Meio. Lugar. Salubridade. Estrada. Santa Rosa. Estação da estrada de ferro Rio Grande- Bagé. Entre as estações de Candiota e Rio Negro no km 360 de Santa Maria e 244 de Rio Grande. Santa Tecla. Antigo forte, na confluência dos rios Negro e Piraí. Foi construído em novembro de 1773 por ordem do general espanhol D. João José de Salcedo, quando atravessou a campanha para atacar o forte de Rio Pardo, no Jacuí. Jaz na longitude Sul de 31º 16´36´´ e na Longitude Oeste de 11º 25´28´´, Foi sitiado pelo intrépido Rafael Pinto Bandeira e se rendeu em 23.3.1776, sendo incendiado e arrasado no dia seguinte. Possuía forma de um pentágono irregular e compunha-se de 3 baluartes e 2 meios baluartes, Santa Tecla. Coxilha e rincão. Santa Tereza. Povoado em Bagé, junto ao estabelecimento saladeril de seu nome e da estação de E.F.R.G.B; conta igreja de Santa Tereza, teatro Santo Antonio, Sociedade Beneficente.
Taboleiro. Coxilha no município, Dom Pedrito e Lavras. Tigre.  Arroio afluente do Rio Camaquã. Tocos. Passo no Rio Negro. Torrinhas. Distrito de Cacimbinhas que limita com Bagé. Tropas. Paso. Valente. Estrada e passo no município. Velhaco. Arroio afluente do Camaquã, limita com Cacimbinhas. Vimes. Lugar. Viola. Passo e estrada do município. Vista Alegre. Lugar. Xarqueada. Estrada. Zuzarte.  Paso no arroio Bagé (casualmente o último verbete da obra).

Leitura: “Dicionário Geográfico, Histórico e Estatístico”, de Octávio Augusto de Faria, Porto Alegre: Livraria do Globo, 1914. Acervo paterno, que adquiriu o livro da Livraria, Papelaria e Bazar “A Predileta”, de Catão Perez e Cia.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...