ANO: 25 | Nº: 6399
10/08/2019 Cidade

Combreb divulga programação da Semana do Patrimônio

Foto: Tiago Rolim de Moura

História através da arte cemiterial é um dos passeios previstos na agenda
História através da arte cemiterial é um dos passeios previstos na agenda
Com programação de 16 a 28 de agosto, a Semana do Patrimônio prevê uma série de atividades culturais para proporcionar aos bajeenses atividades para conhecer e entender melhor a memória e cultura da cidade contada a partir do patrimônio arquitetônico. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público, com realização do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental do município de Bagé – Compreb.
A presidente da entidade, Núbia Margot Menezes Jardim, explica que o Dia do Patrimônio Nacional é celebrado em 17 de agosto. Em razão disto, a programação da semana em Bagé sempre prevê atividades nesta data específica. A abertura do evento acontece no dia 16, com a palestra “(Des)poluição visual: redescoberta do patrimônio”, que acontece no teatrinho da Urcamp, com a participação do designer, Tiago Fiamenghi, idealizador do projeto em Caxias do Sul, além de representantes do Compreb, Câmara de Vereadores, Associação Comercial e Industrial de Bagé (Aciba) e Promotoria Pública do Estado.
Um dos eventos principais da programação, que acontece justamente no Dia do Patrimônio, o passeio no aqueduto e Panela do Candal busca apresentar para os bajeenses dois pontos pouco conhecidos da história da cidade. A atividade inicia às 9h30min do dia 17 de agosto, com saída do Museu Dom Diogo de Souza e chegada no Arquivo Público Municipal. O passeio será acompanhado pela arqueóloga Gisele Pinheiro e engenheira ambiental, Carina Bork.
Outra atividade destaca da programação é o painel “Preservando as memórias e identidade de Bagé”, que acontece no dia 21, às 19h, no teatrinho da Urcamp, com participação do historiador, Jaime Barbosa Viviam Jr.; pesquisadora, Elizabeth Fagundes; arquiteta e urbanista, Adriane Luiz Alves.
Núbia destaca que a programação da semana busca mostrar a importância do patrimônio, não só como memorábilia da cidade, mas também em termos de economia. “O patrimônio bem conservado também dá retorno para a cidade, através do turismo. Por isso precisamos desmistificar a ideia de que o patrimônio tranca ou impede o desenvolvimento, é exatamente o contrário. Precisamos valorizar o que temos”, afirma.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...