ANO: 26 | Nº: 6590
16/08/2019 Esportes

Marina Rodriguez entra no top 10 do peso-palha no UFC

Foto: Jason Silva/JornalMinuano/DireitosReservados

Bajeense já começa a sonhar com cinturão
Bajeense já começa a sonhar com cinturão
A cada vitória, a bajeense Marina Rodriguez chama mais a atenção dentro do Ultimate Fighting Championship (UFC). E o desempenho no UFC Uruguai, no sábado passado, quando superou a estadunidense Tecia Torres, poderá ser um marco na carreira. O UFC divulgou o ranking atualizado e Marina aparece na 10ª posição da categoria peso-palha. Antes, ela nem figurava entre as 15 melhores.
E agora que está no top 10, a bajeense não deixa de reconhecer que sonha com o cinturão, em 2020, hoje ocupado pela também brasileira Jéssica "Bate-Estaca" Andrade. Aos 32 anos, Marina, que mora em Florianópolis, tem um cartel invicto no MMA de 13 lutas, com 12 vitórias e um empate majoritário.
"Sou uma atleta que busco a luta, não tenho medo de levar porrada. Tenho golpes violentos e o pessoal percebe isso. O Dana White viu que tenho um diferencial, que é um pouco distinto das outras meninas (...). Eles estão com um plano legal para mim, dentro do UFC", enfatizou a atleta da equipe Thai Brasil ao portal Superesportes.
Na estreia no UFC, em agosto de 2018, empatou com a iraquiana-canadense Randa Markos. Em março de 2019, obteve sua primeira vitória diante da mexicana Jessica Aguilar. Agora, superou a experiente Tecia Torres.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...