ANO: 25 | Nº: 6334

Norberto Dutra

redacaominuano@gmail.com
Pastor e presidente da Igreja Assembleia de Deus de Bagé Doutor em Divindade
17/08/2019 Norberto Dutra (Opinião)

Lutar para conquistar a bênção do casamento

O casamento é uma grande conquista na vida do ser humano. Essa conquista começa com a escolha da pessoa com quem iremos nos casar, inclui o lugar onde iremos morar e prossegue com a administração dos recursos que temos para viver a nova vida a dois. Com a vinda dos filhos, outras conquistas serão necessárias, pois a responsabilidade aumentará, as restrições crescerão, e um "novo terreno" jamais explorado pelo casal deverá ser percorrido, de preferência até que a morte os separe. Como toda conquista, cada etapa do casamento oferece novos desafios, obstáculos, lutas e incertezas. Mas, se o alvo é claro e definido, nosso espírito é correto e nossa atitude é humilde e dependente de Deus, certamente ultrapassaremos os obstáculos, conquistaremos vitórias, aprenderemos lições preciosas um com o outro e com as circunstâncias, e cumpriremos a vontade de Deus em nossa união conjugal. Um dos grandes obstáculos para vencer cada etapa dessa conquista é a maneira como encaramos cada situação que se apresenta na jornada a dois. Alguns, diante da menor dificuldade, se desesperam e desistem. Outros buscam razão para desistir, como se desde o inicio não quisessem se casar. Mas há aqueles que, apesar das dificuldades de relacionamento, amam o cônjuge, são perseverantes e possuem coração aberto para aprender com o novo. Por serem confiantes no Senhor, creem que ELE proverá graça e livramento para cada situação em que se fizerem necessários. Usemos a história do povo de Israel como ilustração para a maneira de encarar as situações que aparecem em nossa vida. Os israelitas tiveram o desafio de entrar e conquistar a terra de Canaã que lhes fora prometida por Deus no Antigo Testamento. Antes, porém, Moisés, servo de Deus, enviou um representante de cada tribo (Nm 13:2), para espiar a terra que Deus lhes havia prometido. Todos eles entraram na boa terra de Canaã e, depois de a terem visto e explorado, reconheceram que a terra era muito boa, pois manava leite e mel. Mas, com exceção de Calebe e Josué, 10 espias infamaram a terra que haviam espiado, dizendo que ela devorava seus moradores, que o povo que lá habitava era mais forte do que eles e que havia gigantes. Ao ouvir um relatório tão negativo, o povo levantou-se gritou em voz alta, chorou toda a noite e murmurou contra Moisés e Arão. Muitos agem como esses espias; enfatizam só o que é negativo em seu casamento, desesperam-se diante das dificuldades e reclamam de tudo, inclusive de Deus, como se o casamento fosse um castigo e não uma bênção. Baseados em seus próprios sentimentos e conveniências e por não crer na promessa de Deus, desistem de lutar e só pensam em voltar atrás. A atitude de Josué e Calebe, porém, foi diferente: eles creram no que Deus havia prometido e, por esse motivo entraram, conquistaram e desfrutaram a bênção prometida por Deus. A conquista da bênção no casamento é assim. Encontramos dificuldades em suas diversas etapas, mas o que determinará se iremos superá-las ou não, se iremos vencer ou não, se iremos cumprir a vontade de Deus ou não, será a atitude de cada um diante dos obstáculos e desafios. Aprendemos com o exemplo dos que creem na promessa de Deus e no poder de Sua presença com eles. Eles não duvidaram, tampouco recuaram, mas perseveraram em seguir o Senhor e conquistaram o que Deus lhes havia prometido. Deus garantiu Sua bênção ao casamento, mas cabe a nós conquistá-la crendo em Sua promessa e confiando em Sua presença. Amem. Deus abençoe você e até o próximo final de semana!

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...