ANO: 26 | Nº: 6526
20/08/2019 Cidade

Projeto Cresce RS é lançado

Foto: Michael Paz/EspecialJM

O governador Eduardo Leite participou, ontem, do lançamento do projeto Cresce RS, no Palácio Piratini. A iniciativa da Assembleia Legislativa busca propor e monitorar ações para destravar os investimentos necessários ao crescimento do Rio Grande do Sul.

Ao preconizar a junção entre chefes de Poderes, presidentes das federações, reitores de universidade e órgãos de fiscalização, o Cresce RS pretende acelerar processos que travam o desenvolvimento e a geração de emprego e de renda. A proposta se divide em três eixos - Infraestrutura e Logística, Desburocratização e Fomento dos Bancos Públicos. Para marcar o evento de lançamento, representantes de todos os poderes e instituições envolvidas assinaram um termo de cooperação.

O governador Eduardo Leite saudou a iniciativa dos parlamentares e ressaltou que, uma vez que poderes, órgãos de controle, Executivo e instituições da sociedade estejam alinhados em busca de um mesmo objetivo, ganha-se agilidade. "Não adianta cada um querer puxar para um lado, acabaremos emperrados, e isso gera frustração em meio à população. Com diálogo sobre cada um dos pontos, é possível superar divergências e caminhar para um mesmo lado", apontou.

Entre os projetos priorizados estão extensão da pista do aeroporto Salgado Filho, licenciamentos ambientais por compromisso, consolidação das obras de estradas, apoio ao avanço e expansão das energias renováveis, evolução do status sanitário, Junta Comercial digital, reformulação do modal hidroviário, zonas francas de fronteira, polo naval de Rio Grande e simplificação da compensação e ressarcimento de tributos.

O presidente da Assembleia, deputado Luís Augusto Lara, ressaltou o momento considerado histórico do RS. "Conseguimos criar uma agenda de convergências. Há muitos anos não tínhamos condições de entrar em consenso, mas, hoje, estamos juntos para destravar questões de relevância", explicou o parlamentar.

Para acompanhar o que for sendo construído, reuniões periódicas de monitoramento de projetos e de ações estratégicas serão realizadas a cada 45 dias ainda neste ano – uma em outubro e outra em novembro. Para 2020, a previsão é de que ocorram reuniões a cada 90 dias.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...