ANO: 25 | Nº: 6384
23/08/2019 Cidade

Anunciada construção de prédio da radioterapia em Bagé

Foto: Reprodução JM

Comitiva recebeu notícia em agenda com o secretário-executivo do Ministério da Saúde
Comitiva recebeu notícia em agenda com o secretário-executivo do Ministério da Saúde

 

Desde que foi inaugurada a Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), em dezembro de 2010, uma expectativa passou a girar em torno da disponibilização do serviço de radioterapia em Bagé. A articulação, que iniciou ainda em 1999, ganhou corpo em 2012, quando um termo de adesão ao Plano de Expansão da Radioterapia pelo Sistema Único de Saúde (SUS) foi formalizado. E nesta quinta-feira, enfim, veio a notícia mais esperada. O Ministério da Saúde confirmou a realização da licitação para construção de um prédio, totalmente novo, para receber o serviço. O investimento previsto atinge a marca de R$ 10,6 milhões.

Em agenda junto a uma comitiva de Bagé, composta por lideranças como o prefeito de Bagé, Divaldo Lara, o secretário de Saúde, Mário Mena Kalil, o provedor da Santa Casa de Caridade de Bagé, Jorge Moussa, a presidente da Fundação Attila Taborda e reitora da Urcamp, Lia Maria Herzer Quintana, bem como deputados e outros representantes políticos e de instituições, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, confirmou a licitação para 15 de setembro, já projetando o início dos trabalhos para o dia 29 de novembro.

“Esse projeto de Bagé a gente sabe que é extremamente importante para toda aquela região. É a região do Estado que mais precisamos ter mais atenção (...)  Perdemos espaços nos últimos anos no que diz respeito à economia do Rio Grande do Sul. Acho que isso é um investimento que trará qualidade de vida para a população, e que melhorará até a economia. Isso é importante para o município. Junto disso vem um conjunto de outras ações que melhoram a situação de vida dos nossos amigos de Bagé. O projeto está autorizado, bem encaminhado”, avaliou ao atestar o cronograma de trabalho.

Na mesma oportunidade, Divaldo, responsável por fazer o anúncio oficial da empreitada, comemorou a confirmação por parte do Ministério. “Muita emoção. Difícil até escrever o que significa o início da construção da nossa radioterapia em Bagé. Parabéns para todos que sempre acreditaram, que ajudaram para que esse anúncio acontecesse”, destacou em suas redes sociais. Após, em conversa com o MINUANO, recordou se tratar de uma reivindicação iniciada quando ele ainda era vereador. “Me somei nessa luta. Em 2014, comecei a articular agendas e, quando assumi como prefeito, estabeleci como uma das grandes e ousadas metas para a saúde de Bagé e região. Começamos na Casa Civil, com o ministro Onyx Lorenzoni, junto aos deputados Afonso (Hamm) e Rodrigo (Lorenzoni). Isso tem um significado extraordinário. Porque pessoas não vão mais sofrer com as distâncias. Será, com certeza, um salto de desenvolvimento”, completou o chefe do Executivo ao frisar que o anúncio representa uma conquista da união de esforços de lideranças, construída a partir de muito diálogo. “Agora, vamos acompanhar a obra e, até o final do ano que vem, esperamos iniciar os atendimentos. De parte da prefeitura, já estamos emitindo o alvará de instalação”, concluiu.

Em contato com a reportagem, Kalil lembrou tratar-se de uma conquista histórica, uma luta de pelo menos duas décadas de pessoas que entendiam a importância de Bagé contar com o serviço. “É algo fantástico, que vai completar um ciclo de atendimentos essenciais. A partir do funcionamento, o município será uma referência não só para a região, mas para o Estado”, disse ao comentar que pacientes que, na atualidade, precisam se deslocar por longas distâncias, passarão a ser atendidas de maneira próxima e ágil. “O ganho não é só em agilidade, mas com a diminuição do sofrimento”, exaltou.

Para o provedor da Santa Casa, a nova estrutura tornará Bagé uma referência. Ele agradeceu o empenho de Hamm que, em todos os mandatos, se dedica à Santa Casa. E sobre a radioterapia, lembrou que ele e o deputado estiveram, no Ministério da Saúde, em 2018, articulando a renovação da filantropia que garantiu o andamento do processo para viabilizar a obra da radioterapia. “Em nome da Santa Casa e de toda a população de Bagé, agradecemos o empenho do deputado com o hospital e quem ganha são todos municípios da região”, mencionou.

Por sua vez, a reitora da Urcamp (que, segundo revelado por Divaldo, fez, há oito anos, o laudo de liberação do terreno que, agora, sediará a radioterapia), destacou o ganho social para a Campanha gaúcha. “Principalmente quem não tem condições de viajar e, muitas vezes, precisava ficar longe de casa durante o tratamento, até mesmo dentro de um carro, esperando. Agora, os pacientes poderão ser atendidos e retornar até suas casas”, frisou ao destacar um exemplo de melhoria evidente.

Articulação parlamentar

Integrante das articulações em Brasília, o deputado Afonso Hamm emitiu nota sobre o anúncio. Ele mencionou que, em 2018, esteve junto à provedoria da Santa Casa, no Ministério da Saúde, para tratar da renovação da filantropia da instituição hospitalar, o que na ocasião ficou garantido e habilitou o Hospital para o plano de expansão da Radioterapia. "Trata-se de uma grande conquista para toda região. E, quando estiver em funcionamento, o serviço deverá atender, diariamente, de 50 a 60 pessoas, permitindo um melhor tratamento oncológico aos pacientes.

Por sua vez, o deputado Rodrigo Lorenzoni, que acompanhou as agendas na capital federal, frisou que ‘a saúde deve ser uma área absolutamente prioritária de todo e qualquer governo’. “Tem sido uma satisfação poder contribuir com a gestão de Bagé ao articular junto ao governo federal a liberação de recursos tão importantes para melhorar a qualidade de vida dos gaúchos”, destacou.

Estrutura

A estrutura deve ser construída ao lado do prédio atual da Oncologia, onde hoje há um terreno baldio, e terá cerca de 800 metros quadrados. Servidores do Ministério já realizaram várias visitas ao local e dois técnicos em radiologia do hospital passaram por uma qualificação.
A obra, coordenada pelo Ministério da Saúde, vai abrigar serviço de Radioterapia na modalidade teleterapia. O aparelho trabalha com fótons e elétrons, que permitem tratar doenças profundas (em órgãos como pulmão e esôfago) e também superficiais, na pele e tecidos subcutâneos. O espaço deverá contar com equipamentos de alta tecnologia, sistemas de climatização, refrigeração da água, sistema elétrico diferenciado e maior espessura das paredes, além de contar com espaços de acessibilidade, visando o conforto dos pacientes.

Cronograma

·         Projeto básico: aprovado em julho de 2018.

·         Projeto executivo: aprovado em 16 de agosto de 2019.

·         Licitação: 15 setembro de 2019.

·         Início das obras: 29 novembro de 2019.

·         Término das obras: 24 setembro de 2020.

·         Início das operações: 1º de dezembro de 2020.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...