ANO: 25 | Nº: 6379
29/08/2019 Segurança

Justiça decide que recusa ao teste do bafômetro permitirá aplicação de multa

A legalidade da aplicação de multa e demais sanções a motoristas que forem alvo de fiscalização e se recusarem a fazer o teste do etilômetro, conhecido como bafômetro, foi acolhida pelas Turmas Recursais Reunidas, na terça-feira. Com a decisão, diante da negativa, os agentes de trânsito não precisam apontar a presença de sinais de comportamento influenciado por álcool ou outra droga, nem oferecer outros meios de prova para esta finalidade, como exame de sangue ou auto de constatação.

Referendando o argumento da Procuradoria-Geral do Estado, as Turmas Recursais Reunidas emitiram um enunciado, aplicável a todos os Juizados Especiais da Fazenda Pública do Estado, considerando a recusa ao teste uma infração autônoma, de mera conduta, não havendo necessidade de serem apontados indícios de embriaguez do condutor.

No Estado, a PGE defende o DETRAN/RS em aproximadamente 10.000 processos judiciais ativos que tratam dessa matéria. Agora, todos devem receber julgamento de improcedência pela aplicação da tese firmada.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...