ANO: 26 | Nº: 9492

Viviane Becker

viviminuano@hotmail.com
Colunista social do Jornal Minuano, Viviane Becker é experiente jornalista de geral e conhecida editora do caderno de variedades Ellas.
30/08/2019 Caderno Ellas

A trilha sonora de sua vida

Foto: Reprodução JM

Estela e Mariano

 

por Nathalia Godoy

Acadêmica do curso de Jornalismo da Urcamp

 

Preparem-se para conhecer um pouco mais dessa dupla de forasteiros muito querida da cidade: Estela e Mariano. Estela la Bella Machado tem 29 anos, é natural de Lavras do Sul. Chegou a Bagé devido à profissão, pois a cantora é dentista por formação e recebeu convite para vir trabalhar na cidade, chegou, gostou e acabou ficando. Joel Follmann, um catarino, de 24 anos, que nasceu em Itapiranga. O destino o trouxe para Bagé através da Unipampa, pois seu objetivo era cursar a faculdade música. Formado desde fevereiro deste ano, optou por permanecer por aqui pelos compromissos profissionais.

 
A trajetória 
Ambos tiveram contato com a música desde muito cedo, ela através do pai que tinha o hábito de ouvir muito Rock anos 80/90, ganhou  seu primeiro violão aos oito anos e em pouco tempo já estava tocando as notas básicas. Mariano foi iniciado na música em conjunto com o irmão mais velho, que também cantava, e assim começou a se apresentar em festivais da canção da escola e regionais.

Estela realizou sua primeira apresentação em uma feira do livro, tocando e cantando a música Catedral da cantora Zélia Duncan e com 11 anos de idade teve seu primeiro show remunerado em um bar da sua cidade. Mariano teve uma pequena banda de amigos na cidade onde morava, em Santa Catarina, antes de ingressar na faculdade de música e após já se apresentava com a dupla.

Para Estela e Mariano, na música, é muito importante ter dedicação e vontade de fazer o que é proposto, colocar sentimento, identidade e emoção em cada nota e palavra cantada. Ambos vêm com as mais diversas influências musicais desde a infância. Mariano mais ligado ao ritmo sertanejo e Estela, no rock. Hoje, a dupla tem uma playlist movida por grandes nomes da música sertaneja, como Jorge e Mateus, Maiara e Maraísa, Marília Mendonça, Simone e Simaria, e outros.

Optaram por seguir nesse gênero musical porque Mariano já trazia o gosto pelo estilo. Ao convidar Estela para o projeto, ela acabou se envolvendo pelo estilo e desde o início se tornaram grandes amigos.

Contam que a maior dificuldade enfrentada tanto por eles, quanto por muitos artistas, é o reconhecimento. A luta é árdua para serem valorizados no mercado da música onde fizeram um investimento bem grande em imagem e produção e ainda não tiveram o retorno desejado. Para eles isso não é motivo para desanimar ou desistir, pois seguem trabalhando e aperfeiçoando cada vez mais seus shows e músicas.

Já tocaram em algumas das casas mais consagradas do estado do Rio Grande do Sul, como Woods, em Porto Alegre; Bulls, em Caxias do Sul, e VivMizik em Passo Fundo. A dupla já tem duas músicas lançadas na plataforma digital Spotify, que são Bodas de Algodão e Agora Deu. Ainda em 2019, farão um pré-lançamento de uma nova música de trabalho que se chama Mais perde quem me perde, do Gujo Teixeira. E para 2020, há projetos de gravação de um Pocket DVD Acústico.

 

 

#Agenda

Para conferir o trabalho belíssimo desta dupla, poderemos encontrá-los nas seguintes datas e locais:

 

05/09 Malp

06/09 Speranto (aniversário  Mahalokai)

14/09 Particular

19/09 Speranto

21/09 Gabana

26/09 Malp

28/09 Valley

 

“Seria clichê dizer para não desistir dos sonhos? Talvez isso diga muito, porém sonho é utopia, só vai dar certo se tiver esforço e vontade, muita vontade. Tem que acreditar, incomodar, bater o pé e ter fé. Para, pensa e analisa. ”  

Stela e Mariano

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...