ANO: 25 | Nº: 6378

Egon Kopereck

egonkopereck@gmail.com
Pastor da Congregação Evangélica Luterana da Paz
31/08/2019 Egon Kopereck (Opinião)

Em quem confiar

Amigos leitores!

Estamos chegando ao final de agosto, início de setembro. Nessa semana que se inicia estaremos lembrando o brado de D.Pedro I: "Independência ou morte". O Brasil declarava sua independência do jugo português. O Brasil iniciava sua caminhada como um país livre, independente, com sua autonomia em todos os sentidos. Assim ainda hoje continuamos lutando, declarando e defendendo nossa independência, nossa autonomia, nossa liberdade como nação, como povo, zelando e defendendo nossos interesses e soberania.
Assim como lutamos e defendemos nossa independência, nossa liberdade como nação, muitos, de igual modo, se julgam no direito de querer sua independência sobre a vida, seu futuro e suas decisões em todos os sentidos, e se esquecem que o seu futuro, sua vida está nas mãos de Deus e que sem ele nada são e nada podem.
Tem um ditado popular que diz: "Nem tudo o que reluz é ouro." Em nossos dias existem e aumentam cada vez mais o número de pessoas, seitas, grupos religiosos que se apresentam com belas mensagens, com novas e bonitas filosofias de vida, com gestos, atitudes e incentivos à prática do bem, da caridade, do amor ao próximo, coisas muito bonitas, relevantes e dignas, mas que na verdade tem uma motivação, uma base falsa, distorcida e perigosa.
Cuidado com aqueles que querem te fazer crer que tu és o teu próprio deus, que tudo depende de ti e é questão só de trabalhar contigo mesmo, com teu próprio modo de pensar.
Cuidado com aqueles que falam de Jesus Cristo apenas como sendo um grande homem, um exemplo de vida, que chegou ao estágio mais elevado de aperfeiçoamento, mas que não é o Salvador da humanidade, que com sua morte e ressurreição pagou por nossos pecados, pois cada um tem que pagar pelo que fez e faz.
Cuidado com as reuniões de autoajuda, que pregam que a solução dos teus problemas está em ti mesmo, e se esquecem que nossa vida está nas mãos de Deus e que sem ele nada somos e nada podemos.
"Independência ou morte", foi o brabo que decretou nossa liberdade e autonomia como nação, como país soberano e livre. Mas, quando se trata da nossa vida com Deus, talvez a nossa exclamação deveria ser: "Dependência ou morte!", ou seja, nós dependemos de Deus, sem ele nada somos e nada podemos, sem ele é caminhar no escuro, sem rumo certo, sem segurança e sem esperança. Sem ele é caminhar para o caos, o desespero e a morte eterna.
Amigos leitores! "Em quem confiar?" Façamos sempre uso da Bíblia Sagrada. Ela é "Lâmpada para os nossos pés e luz para os nossos caminhos." (Salmo 119.105) Quando alguém nos falar de soluções fáceis para todos os nossos problemas, quando alguém nos disser para ordenar a Deus para nos trazer a solução, cuidado, alguma coisa não está no lugar certo. Desde quando a criatura manda sobre seu Criador? Deus é o Senhor, nós somos criaturas, servos e que devemos sempre orar, como Jesus nos ensinou: "Pai nosso ... seja feita a tua vontade, assim na terra como nos céus".
Deus é o Senhor sobre tudo e sobre todos. Quando vierem as soluções mágicas, examinemos sempre o que diz a Bíblia Sagrada. Ela é a Palavra do nosso Deus. Ela nos aponta com toda a clareza para aquele que é "o Caminho, a Verdade e a vida", a saber, o Salvador Jesus (João 14.6). Nesse dá para confiar sempre. Esse é solução e com Ele, nada nos faltará. (Salmo 23.1).


Pastor da Congregação Evangélica Luterana da Paz

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...