ANO: 26 | Nº: 6590
03/09/2019 Fogo cruzado

Pedro Westphalen comemora efetivação do programa de aviação regional

Foto: Tiago Rolim de Moura

Progressista participou de sessão especial na Câmara de Vereadores
Progressista participou de sessão especial na Câmara de Vereadores
Defendida como bandeira da Secretaria Estadual dos Transportes, o programa de expansão da aviação regional no Rio Grande do Sul, que viabiliza a retomada dos voos comerciais, em Bagé, deve ser replicado por outros estados. A informação foi confirmada, ontem, durante agenda na Câmara de Bagé, pelo deputado federal Pedro Westphalen, do Progressistas, que comandava a pasta, na gestão de José Ivo Sartori. “Trabalhamos a pauta incessantemente e deu resultado positivo”, avalia.
Westphalen adianta que deve viajar para Bagé, no dia 19, para se deslocar para Porto Alegre, no dia 20, no voo inaugural da Two Flex/GOL, que vai ligar a Rainha da Fronteira à capital gaúcha. “Trabalhamos muito para este momento. Agora tenho que acompanhar e comemorar”, salienta, ao destacar a atuação da Frente Parlamentar da Aviação Civil Regional da Assembleia Legislativa, coordenada pelo deputado Frederico Antunes, do Progressistas.

Roteiro
Durante a agenda na região, que iniciou no domingo, o parlamentar formalizou a entrega de emendas e se reuniu com lideranças progressistas de Lavras do Sul, Dom Pedrito, Aceguá e Hulha Negra para ouvir reivindicações. Westphalen também teceu elogios à gestão do prefeito de Bagé, Divaldo Lara, do PTB, com quem esteve reunido, ontem. “Fiquei impressionado, positivamente. Também deu para verificar a sintonia do parlamento com o Executivo”, avalia.

Municipalismo
O deputado estadual destacou, ainda, a atuação em discussões sobre projetos que podem representar aumento de receitas para as prefeituras, a exemplo da proposta e emenda à constituição que aumenta o ICMS, incrementando os repasses para o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). "Estamos trabalhando para que seja votado até o final do ano”, garante.
Westphalen também defendeu a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição que trata da cessão onerosa do pré-sal. A medida, de acordo com levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), deve reverter aproximadamente R$ 7 milhões para os municípios da região. Apenas Bagé deve receber pouco menos de R$ 5 milhões.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...