ANO: 26 | Nº: 6523
05/09/2019 Segurança

Decrab/Bagé requer prisão preventiva de apenado de Porto Alegre

Foto: Divulgação

Pedido o correu após operação em Dom Pedrito
Pedido o correu após operação em Dom Pedrito

O delegado André de Matos Mendes, titular da Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab), representou, terça-feira, pela prisão preventiva de Diego Menezes Rodrigues, de 34 anos, apenado do Presídio Central de Porto Alegre. Investigação aponta que o detento seria um dos responsáveis por remessas de drogas enviadas para Dom Pedrito. Essa ação foi descoberta durante apuração de assalto a uma propriedade rural.

Agentes da Decrab realizaram, recentemente, no município de Dom Pedrito, a operação denominada Santa Maria. Por conta das investigações, já haviam sido presos Carlos Ariel Goularte Dias e Augusto de Lima Machado, ambos por suspeita de autoria de um violento assalto contra a propriedade rural no interior da Capital da Paz. O trabalho da Polícia Civil constatou que o assalto teria sido apenas um de uma série de crimes realizados pelos acusados e seus comparsas, isso para fomentar o tráfico de drogas.

Apuração da Decrab apontou que lucro obtido com os assaltos seria para custar remessas de drogas que foram enviadas para Dom Pedrito. Ficou constatado, de acordo com a investigação, que, em pouco mais de quatro meses, os criminosos efetuaram pagamentos superiores a R$ 120 mil.

Grande parte da droga que era encaminhada para a Capital da Paz pertenceria a Rodrigues que, se utilizando de “mulas” e “laranjas”, mandava os entorpecentes para Carlos Ariel Goularte Dias vender no município. O inquérito também aponta para o envio de drogas para outras cidades da região e para a ligação dos investigados com facções criminosas, o que faria do detento um dos principais responsáveis pelo tráfico de drogas e outros crimes em Dom Pedrito.

Matos, ao requerer a prisão preventiva, menciona que policiais localizaram importantes mensagens de texto e áudios no telefone de Ariel, alguns de 'suma importância para a elucidação de crimes como roubos e tráfico de drogas'. De acordo com os investigadores, o inquérito policial enviado pela Decrab/Bagé apontou o início, meio e fim da atuação do grupo.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...