ANO: 25 | Nº: 6353

José Artur Maruri

josearturmaruri@hotmail.com
Colaborador da União Espírita Bajeense bagespirita.blogspot.com.br
14/09/2019 José Artur Maruri (Opinião)

Conduta Espírita - Parte 2

"Foge também aos desejos da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor". – Paulo. (II Timóteo, 2:22)
No final do presente mês, as juventudes espíritas da 6ª Região Federativa (FERGS) estarão reunidas na cidade de Dom Pedrito para a 2ª CONJER (Confraternização das Juventudes Espíritas).
Ao todo estarão presentes os municípios de Bagé, Candiota, Santana do Livramento, São Gabriel e a cidade anfitriã Dom Pedrito, perfazendo um total de 140 inscritos para o evento que iniciará em 28 e se encerrará no dia 29 do presente mês.
A CONJER terá como tema central #CompartilharDeus, com eixos temáticos relacionados à Deus, Família e Trabalho. Numa época em que os jovens estão recebendo o apelo do mundo no entorno do consumismo, das drogas, do sexo descompromissado, a doutrina Espírita oferece a outra face, do amor, da paz, da justiça e da fé, reprisando as lições paulinas.
Daí, mais do que nunca, vale o lembrete não apenas aos jovens que estarão conosco nos dias suprarreferidos, mas para todos os jovens que poderão ler as linhas que iremos transcrever, as quais contêm as palavras de André Luiz na obra Conduta Espírita, em psicografia de Waldo Vieira, senão vejamos:
"Moderar as manifestações de excessivo entusiasmo, exercitando-se na ponderação quanto às lutas de cada dia, sem, contudo, deixar-se intoxicar pela circunspecção sistemática ou pela sombra do pessimismo.
O culto da temperança afasta o desequilíbrio.
Anotar a extensão das suas forças, consultando sempre os corações mais amadurecidos no aprendizado terrestre, sobre as diretrizes e os passos fundamentais da próxima existência, prevenindo-se contra prováveis desvios.
Invigilância conservada, desastre certo.
Guardar persistência e uniformidade nas atitudes, sem dispersar possibilidades em múltiplas tarefas simultâneas, para que não fiquem apenas parcialmente executadas.
Inconstância e indisciplina são portas de frustração.
Abster-se do mergulho inconsciente nas atividade de caráter festivo, evitando, outrossim, o egoísmo doméstico que inspire a deserção do trabalho de ordem geral.
A imprudência constrói o desajuste, o desajuste cria o extremismo e o extremismo gera a perturbação.
Apagar intenções estranhas aos deveres de humanidade e ao aperfeiçoamento moral de si mesmo.
A insinceridade ilude, primeiramente, aquele que a promove.
Buscar infatigavelmente equilíbrio e discernimento na sublimação das próprias tendências, consolidando maturidade e observação no veículo físico, desde os primeiros dias da mocidade, com vistas à vida perene da alma.
Os compromissos assumidos pelo espírito reencarnante têm começo no momento da concepção".

(Referência: Conduta Espírita. Pelo Espírito André Luiz em psicografia de Waldo Vieira. FEB Editora, 1971. Cap. 2. p. 16-18)

José Artur M. Maruri dos Santos
Colaborador da União Espírita Bajeense
bagespirita.blogspot.com
josearturmaruri@hotmail.com

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...