ANO: 25 | Nº: 6379
18/09/2019 Cidade

Fundação José e Auta Gomes: desde 1935 amparando quem mais precisa de cuidado

Foto: Tiago Rolim de Moura

Entidade, que já atendeu centenas de idosos, teve indeferida renovação de certificado
Entidade, que já atendeu centenas de idosos, teve indeferida renovação de certificado
por Larissa Macedo
Acadêmica de Jornalismo da Urcamp

Criada em 1935, como asilo pertencente à Santa Casa de Caridade de Bagé, a Fundação Geriátrica José e Auta Gomes só foi reconhecida como tal décadas depois, em 1994. A instituição atendeu, ao longo de seus 84 anos, centenas de idosos que não possuem condições de suprirem suas próprias necessidades.
Na atualidade, a casa conta com 47 assistidos, de ambos os sexos. Desses, alguns pagam um salário mínimo por mês e outros são encaminhados pela Justiça. A assistente social da Fundação, Karen Fernandes Gonçalves, explica que a comunidade ajuda, mas que não é o suficiente, já que as despesas com INSS ultrapassam o valor de R$ 4,5 mil mensais. E, após o indeferimento de concessão da certificação de entidade beneficente de assistência social à Fundação Geriátrica José e Auta Gomes, o valor ultrapassa R$ 16 mil mensais, na folha de pagamento, com a contribuição para o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).
Cerca de 32 funcionários trabalham na casa, entre eles nutricionista, fisioterapeuta e assistente social, pagos pela Fundação. A Santa Casa auxilia cedendo funcionários na área da Enfermagem, pagando a conta da luz e manutenção do prédio e lavanderia. A instituição repassa, também, todo o valor do seu estacionamento para compra de alimentos e de alguns remédios que não são cedidos gratuitamente pela rede pública. Os médicos são cedidos pelo município. Também são pagos pelo Asilo alguns técnicos em enfermagem e a enfermeira.

Filantropia: em busca da renovação do certificado
Filantropia vem do grego e significa "amor à humanidade". As entidades filantrópicas prestam serviço à comunidade e não possuem como finalidade a obtenção de lucro. No caso da Fundação José e Auta Gomes, é necessária a contribuição mensal dos idosos para a sobrevivência da casa, já que somente a ajuda da comunidade não é suficiente para manter os aposentados que residem no local.
Com a parceria da Santa Casa, a Fundação recebe um repasse mensal da mantenedora. Uma contribuição razoável, se comparado aos gastos mensais da instituição com materiais de higiene, limpeza, alimentos e alguns remédios que não são cedidos pelo governo. Clubes de serviço e empresas ajudam com doações de valores que serviram para algumas reformas na casa.
A concessão de filantropia é dada pelo Governo Federal às instituições reconhecidas como entidades beneficentes, que prestem serviços nas áreas de educação, assistência social ou saúde. A Fundação Geriátrica José e Auta Gomes perdeu este certificado. A medida se deu em função da contribuição financeira formalizada por alguns dos idosos que a instituição acolhe.
Conforme a assistente social da Fundação, Karen Fernandes Gonçalves, o caráter assistencial deveria ser renovado a cada três anos e, desde o ano passado, a instituição não consegue a renovação. Ela conta que a nova publicação do indeferimento pegou a entidade de surpresa, visto que nenhum documento foi encaminhado, este ano, com pedido de renovação.
Segundo ela, a expectativa é de que a medida gere em torno de R$ 16 mil a R$ 18 mil mensais a mais na folha de pagamento.

Doações
Na atualidade, a casa necessita de doações de fraldas geriátricas tamanho XG, materiais de higiene e limpeza e leite, pois são utilizados 32 litros por dia. "Convidamos a comunidade para visitar a Fundação e conhecer o nosso trabalho", completa a presidente do conselho diretor da instituição, Zazi Vargas.
As contribuições podem ser entregues na Rua Félix da Cunha, 510. As contas para doações em dinheiro são:
Banrisul: Agência 0120, Conta nº 06039272.04
Banco do Brasil: Agência: 0034-5, Conta n° 3.365-0
Sicredi: Conta nº 7133.1

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...