ANO: 26 | Nº: 6527
20/09/2019 Esportes

“Em Bagé, me tornaria um técnico de verdade”, diz carta assinada por Tiago Nunes

Foto: Miguel Locatelli/Athletico-PR

Passagem pela Rainha da Fronteira marcou carreira do atual comandante do Athletico-PR
Passagem pela Rainha da Fronteira marcou carreira do atual comandante do Athletico-PR
Decisivo no comportamento do Athletico-PR contra o Inter, em pleno Beira Rio, Tiago Nunes deixou de ser uma surpresa após o título da Copa do Brasil, conquistado quarta-feira. No dia do jogo, o jornal MINUANO publicou uma fala impactante do treinador, quando mencionou que não se assusta por nada, pelo fato de já ter enfrentado um clássico Ba-Gua. Em 2012, ele treinou o Bagé, na disputa da Terceirona. O jalde-negro caiu para o Aimoré, na semifinal.
Após a eliminação para o Aimoré, em 4 de novembro de 2012, Tiago Nunes entregou uma carta a Carlos Alberto Ducos, na época, presidente do clube. No texto, o treinador deixa explícita a identificação que tinha criado com o Abelhão e a angústia por não ter o conseguido o objetivo, que era o Acesso – feito que foi atingido cinco anos depois, em 2017.
Aproveitando a oportunidade da Copa do Brasil, Ducos forneceu ao jornal MINUANO a carta deixada por Tiago Nunes que, aos 32 anos, tratou sua passagem pelo vestiário do estádio Pedra Moura como um grande aprendizado.

O texto

"Existem dias que realmente não gostaríamos de viver. Por mais que a humanidade seja construída em cima da resistência e a capacidade que devemos ter de levantar a cada tropeço, alguns momentos são mais doloridos. Em meio a uma noite tentando fazer gols que não fizemos, corrigir erros que são incorrigíveis e voltar num tempo que não retorna mais, tive a certeza que o futebol é frio, calculista e dificilmente nos oferece uma segunda chance.
Ontem à tarde, tive a oportunidade de presenciar uma das maiores demonstrações de amor e fé de uma torcida por seu time. Verdadeiros guerreiros que se deslocaram de Bagé para São Leopoldo para encarar um sol escaldante, e durante 95 minutos não pararam de incentivar e acreditar no seu time jalde-negro. Obrigado pelo apoio. Em meio a uma mistura de sentimentos, estou aqui para agradecer pela oportunidade que me foi dada de estar a frente de um dos clubes mais tradicionais desse estado, o GE Bagé. Tenho a absoluta certeza que após esse período de convivência, entre acertos e erros, me tornei um homem melhor.
Obrigado, Carlos Alberto Macedo Ducos, Marco Aurélio Vinhas, Tunai Quintana Pinto, Alcalde, Xuxa, Dr. Paulo, Dalmolin, Dr. Glênio e mesmo esquecendo de citar pessoas importantes, obrigado a todos pela oportunidade e parceria presentes constantemente. Obrigado a toda comissão técnica pelo trabalho e doação durante o período que estivemos juntos. Obrigado, amigo Gian Oliveira, Andriani Padilha, Cláudio Narval, Jairo e Alexandre. Obrigado aos funcionários, que além de trabalhadores, são torcedores incondicionais desse clube. Obrigado, Cláudia, Anderson e Márcio. Obrigado a todas mensagens via Twitter, Facebook, celular e carinho de pessoas que não conhecemos, mas que pela proximidade que a internet nos proporciona, estiveram ao nosso lado nesse período.
Obrigado a todos atletas que vestiram essa camisa com dedicação e entrega. As lágrimas que vi no vestiário ontem mostraram um grupo com identidade e que não desistiu nunca. Estar a frente de um vestiário não são somente flores, mas entre cobranças e elogios, saio convicto que fortaleci antigas e criei novas amizades.
Obrigado a todas as críticas que recebi da imprensa de Bagé, e a todos que trabalham nos jornais, rádios e emissoras de TV. Perdão aqueles que ofendi e obrigado pela paciência. Obrigado, Carlos Alberto Ducos pelo carinho e amor por esse clube. Obrigado pelo beijo de pai para filho dado em cada um de nós, após a derrota. Obrigado por nos ensinar que o amor constrói e fortalece mais que qualquer armadura. Realmente, como você disse na primeira semana. Em Bagé, me tornaria um técnico de verdade. Me sinto mais preparado do que quando cheguei.
Hoje, se me permitirem, a torcida jalde-negra ganha mais um torcedor fiel. Abraço e que Deus abençoe a todos." - Tiago Nunes, novembro de 2012

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...