ANO: 25 | Nº: 6353
20/09/2019 Cidade

Empresários avaliam operação de linha aérea entre Bagé e Porto Alegre

Foto: Antônio Rocha

Aeronave decolou, hoje, de volta à capital
Aeronave decolou, hoje, de volta à capital

Uma tarde movimentada no Aeroporto Comandante Gustavo Kraemer. Duas aeronaves da Two Flex/Gol pousaram ontem, em Bagé, trazendo autoridades e parlamentares. A primeira Cessna 208B Grand Caravan veio de Porto Alegre, transportando o presidente da Assembleia Legislativa, Luís Augusto Lara; o empresário do jornal A Platéia, de Santana do Livramento, Antônio Badra, e o presidente da Farsul, Gedeão Pereira, assim como o deputado federal Afonso Hamm. A aeronave foi pilotada pelo bajeense Emílio Mansur Neto e pousou às 16h10min.

A segunda aeronave chegou a Bagé por volta de 16h30min, vinda de Rio Grande. O avião trouxe o presidente da Frente Parlamentar da Aviação, deputado Frederico Antunes; o deputado Luís Fernando Mainardi, e os presidentes das empresas Gol, Alberto Fajeman, e da Two Flex, Rui Aquino. As duas comitivas foram recepcionadas pelos prefeitos de Bagé e Lavras do Sul, Divaldo Lara e Sávio Prestes, respectivamente, pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Bayard Paschoa Pereira, e pelo vice-prefeito Manoel Machado e pela ex-vereadora Cláudia Souza, que, desde 2009, atuou na luta pela retomada dos voos em Bagé.

O presidente da Gol, Alberto Fajeman, relatou que, após várias tratativas, os voos se tornaram realidade. Para a Gol, disse ele, é extremamente importante voar cada vez para mais destinos no Brasil. Ele ressaltou que isso foi possível através da parceria com a Two Flex, que possui aeronaves menores que viabiliza a chegada em diversos pontos. “Estou muito orgulhoso que o Rio Grande do Sul foi o primeiro estado e Bagé a primeira cidade. É uma grande honra para nós ver este sonho realizado”,  comentou.

O presidente da Two Flex, Rui Aquino, afirmou que a meta dos voos é proporcionar negócios e turismo para regiões que, até então, não eram atendidas. Ele salientou que a proposta e a parceria com a Gol é para proporcionar o desenvolvimento a cidades que tenham até 30 passageiros por dia. “Não há outra empresa que realize este serviço. E as cidades de menor porte não tinham acesso”, comentou. Aquino disse, ainda, que a intenção da empresa é chegar a 250 municípios. Daqui a dois ou três meses, vai haver um número diferente de pessoas chegando a Bagé, trazendo o crescimento", frisou.

Parlamentares

O deputado Lara salientou que a união de vários segmentos e a integração regional facilitam e proporcionam o desenvolvimento. Mencionou que o voo irá facilitar as conexões da Rainha da Fronteira com o restante do mundo. “Bagé precisava voltar com esses voos. Isso será capaz de trazer empresários para a cidade. Graças a parceria entre governo do Estado, Assembleia Legislativa e prefeitura foi possível”, avaliou.

Hamm, por sua vez, afirmou que estava orgulhoso por ter participado desse primeiro voo até Bagé. Para ele, que participa de vários eventos no Rio Grande do Sul, o voo diário irá facilitar o deslocamento, encurtando os caminhos até Brasília. “Além disso, vai impulsionar o empreendedorismo na região”, sugeriu.

Mainardi salientou que a conquista é de muita gente e de muitos governos. Ele relatou que Antunes liderou os deputados de vários partidos e que o parlamentar teve a oportunidade de estar com ele quando houve a conversa com a Gol para tratar do assunto. Para o petista, a Two flex foi fundamental para a concretização dos voos regionais, em virtude das aeronaves menores. E destacou o trabalho de Cláudia Souza, que deu início às articulações no âmbito político em Bagé.

Antunes afirmou que, a partir de agora, "teremos uma ligação da fronteira, equilibrando com outras regiões que já possuem voos regulares para a capital do Estado". E completou: "O desenvolvimento vem quando há instrumentos que facilitem e permitam a capacidade de ir e vir. O transporte aéreo é a forma mais rápida para isso”.

Liderança bajeense, o presidente da Farsul, Gedeão Pereira, enfatizou que a retomada foi um avanço para Bagé e um voo desses, de 1h15min, com o preço "acessível", irá facilitar a vida dos bajeenses. Ele lembrou que, nos anos 50, Bagé chegou a ter três empresas operando, mas à época as estradas eram de terra. Com a chegada do asfalto, as companhias deixaram de operar, criando dificuldades para quem precisa fazer o trajeto semanalmente”, comenta.

O prefeito de Bagé, Divaldo Lara, comemorou a retomada dos voos. Ele agradeceu as entidades e órgãos que auxiliaram na luta pela retomada e ao ex-secretário de Transportes e atual deputado federal, Pedro Westphalen, que auxiliou no atual processo. O chefe do Executivo municipal lembrou que esta é uma bandeira que traz desde seu primeiro dia de governo e, inclusive, consta no logotipo da prefeitura, criado em 2017. “Sempre acreditamos nesta retomada”, reiterou ao comemorar o sucesso da empreitada.

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...