ANO: 25 | Nº: 6458

Divaldo Lara

divaldolara@gmail.com
23/09/2019 Divaldo Lara (Opinião)

Voa, Bagé

O título desta coluna remete o pensamento imediatamente à retomada dos voos, iniciados na sexta-feira e que já está fazendo, diariamente, o trajeto entre Bagé e Porto Alegre.
Mas o voar a que aqui me refiro, trata da agilidade não apenas nas viagens aéreas, mas também em muitas outras áreas em que Bagé vem decolando. Tudo começa em uma reunião semanal, realizada toda segunda-feira, com nossos secretários, onde repassamos, um a um, os projetos em andamento para que nenhum projeto fique estagnado.
É desta forma que temos voado na saúde, na educação, no esporte, na infraestrutura, no meio ambiente, na execução de obras históricas e que, dia a dia, apresentamos os resultados à população.
Somente no mês de setembro, tivemos o anúncio da abertura de mais uma grande empresa em Bagé, as lojas Renner, que iniciam suas instalações aqui e oferecerão, além de trabalho na obra, entre 30 e 40 vagas de empregos diretos. Com esta, já são 28 empresas.
Quem não lembra, também, do anúncio da conquista da radioterapia para Bagé? Finalmente, os bajeenses poderão realizar todo o tratamento do câncer sem precisar se deslocar a outras cidades. Um sonho de mais de 20 anos e que, a partir de novembro, começará a se tornar realidade. Este mês também anunciamos que, em breve, teremos quatro centros de referência atendendo 14 horas por dia, o que oferecerá aos bajeenses uma opção de consulta mais próxima da sua casa, sem precisar se deslocar até a UPA. Estamos entrando no programa “Saúde na Hora”, que oferece 12 horas de atendimento e que nosso governo municipal ainda está ampliando ainda mais, com duas horas adicionais diárias.
Ainda tivemos, na semana passada, e com repercussão nacional, o início do funcionamento de duas escolas cívico-militares, as primeiras do Brasil. Lembro que, após conversa com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, em janeiro, voltamos e de imediato iniciamos as tramitações necessárias para sair na frente. Hoje, as escolas, aprovadas pela grande maioria da população, já iniciaram as atividades, com instrutores que levam princípios de respeito, combate às drogas, disciplina e com melhorias planejadas para o próximo ano. Estamos com um projeto em Brasília de transformação das estruturas físicas da escola São Pedro, para torná-la referência em escola cívico-militar para o restante do Brasil.
Para finalizar, e voltando à conquista dos voos, um dos grandes motivos de comemorações para esta conquista é a atração de investidores para Bagé, para que gerem mais emprego para os bajeenses e renda. Dificilmente um empresário disponha de oito horas do seu dia para visitar periodicamente nossa cidade via terrestre, o que seria necessário, no caso de abertura de um negócio aqui. Neste sentido, os voos representam um grande estímulo na hora de oferecermos os potenciais do nosso município. Desde a sexta-feira, passamos a ser uma das 130 cidades em todo o Brasil a oferecer voos comerciais. Em um universo de mais de cinco mil municípios espalhados pelo Brasil, somos privilegiados.
Segue voando, Bagé.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...