ANO: 26 | Nº: 6578
24/09/2019 Fogo cruzado

Plataforma promete acelerar desenvolvimento sustentável das cidades

Em evento internacional realizado na semana passada, em São Paulo, o Projeto CITinova (uma realização do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, que conta com o financiamento do Fundo Global para o Meio Ambiente, e gestão da ONU Meio Ambiente) lançou a plataforma que integra o sistema web do Programa Cidades Sustentáveis (PCS). Também foi lançado o Observatório de Inovação para Cidades Sustentáveis (OICS), desenvolvido pelo Centro de Gestão de Estudos Estratégicos (CGEE).
A plataforma do PCS disponibiliza informações e ferramentas para o entendimento e a implantação de um sistema de planejamento integrado. Além de metodologia e conteúdos técnicos e conceituais sobre o tema (guias, manuais, pesquisas e aplicações), vai oferecer ferramentas matemáticas (equações, funções, modelos), estatísticas e geoprocessamento (SIG) que permitam a integração de dados e informações para o desenvolvimento do planejamento integrado. O sistema disponibilizará também um Banco de Boas Práticas nacionais e internacionais e muito mais.
O OICS, iniciativa que visa mapear soluções inovadoras de sustentabilidade para desafios urbanos, consiste em uma plataforma virtual dedicada ao mapeamento e divulgação de soluções, contextualizadas ao território nacional por meio de tipologias de cidades-região. O mapeamento é orientado para seis temas: água, resíduos sólidos, mobilidade, energia, ambiente construído e soluções baseadas na natureza. Cada um desses temas está vinculado a dez soluções, concebidas como produtos, processos, governança e comunicação.
O  Projeto CITinova conta com a parceria do CGEE, do PCS, da Agência Recife de Inovação (Aries) e Porto Digital e da Secretaria do Meio Ambiente do Distrito Federal (Sema/DF). O secretário executivo da Assudoeste Pampa Gaúcho, Cristian Becker, destaca que, considerando o protocolo de cooperação entre a Assudoeste e o Programa Cidades Sustentáveis, as prefeituras, incluindo a de Bagé, ‘terão a disposição uma plataforma completa para boas práticas e políticas inovadoras’.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...