ANO: 26 | Nº: 6528
28/09/2019 Cidade

Bagé irá sediar terceiro Concurso Sul-Americano de Azeites de Oliva

Foto: Tiago Rolim de Moura

Evento contou com representantes do Mapa, prefeitura e instituições de ensino
Evento contou com representantes do Mapa, prefeitura e instituições de ensino
O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), com apoio da Prefeitura de Bagé, Urcamp, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Emater e Embrapa, lançou, ontem, na Rainha da Fronteira, o terceiro Concurso Sul-Americano de Azeites de Oliva Extravirgem – Sudoliva. O encontro irá acontecer de 25 a 29 de novembro. A abertura, porém, será em Porto Alegre, no dia 25, sendo todas as demais atividades, como workshop, seminário técnico e concurso com análise sensorial de azeites, para Bagé. O evento pretende premiar o melhor azeite de oliva produzido na América Latina.

Conforme o auditor técnico do Mapa, Ricardo Furtado, o Sudoliva é um encontro internacional para avaliação de amostras de azeites e terá a participação de países como a Argentina, Brasil, Chile, Peru e Uruguai. Ele comenta que, em Bagé, o formato será diferenciado e contará, ainda, com palestras e apresentação de trabalhos científicos desenvolvidos nas instituições de ensino sobre a produção de azeite e demais assuntos relacionados à olivicultura.

Furtado salienta que as primeiras edições foram realizadas no Peru e no Chile e, pela primeira vez, é realizado no Brasil. O auditor comenta que o início das atividades, em Bagé, irá contar com palestra sobre os efeitos comerciais dos azeites de oliva na América do Sul - a união comercial Mercosul e Europa. Ainda ressalta que o concurso será realizado nas dependências da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) e as demais atividades no complexo cultural do Museu Dom Diogo de Souza.

O auditor relata que Bagé e região possuem um número considerável de produtores atuando na olivicultura e, inclusive, com oliveiras centenárias, localizadas em propriedades rurais na região de Candiota, Aceguá e Hulha Negra, e em praças públicas e ruas do município de Bagé. Ele comenta que há registro de oliveiras de 1905, plantadas na gestão de Carlos Mangabeira. "Esse é um dos motivos de Bagé ser escolhida para sediar o evento", comenta.

Aléḿ do Sudoliva, que é um dos principais eventos de análise sensorial de azeites da América do Sul, outros dois eventos estarão compondo a troca de conhecimentos com a comunidade acadêmica local. O primeiro Workshop Brasileiro de Olivicultura, que ocorre dos dias 26 e 28 de novembro, no auditório do complexo cultural do Museu Dom Diogo de Souza, terá três eixos temáticos: Indústria, tecnologia e inovação; Olivicultura e meio ambiente; Gastronomia, nutrição e saúde. O evento, conforme os organizadores, tem por objetivo promover a troca de conhecimento entre as instituições de ensino e pesquisa e os produtores, principais interessados nas pesquisas desenvolvidas. A submissão de trabalhos será entre os dias 1º e 21 de outubro e mais informações através do e-mail: cientificoliva2019@gmail.com.

Para encerrar as atividades, ocorrerá, ainda, no dia 29 de novembro, o primeiro Seminário Técnico de Olivicultura, no mesmo local e com inscrições limitadas, tendo como público-alvo os produtores e técnicos atuantes no setor. Inscrições pelo e-mail seminariosudoliva2019@gmail.com.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...