ANO: 25 | Nº: 6433
07/10/2019 Cidade

Rodeio de Laço Matheus Brondani reúne centenas de pessoas durante o final de semana

Foto: Tiago Rolim de Moura

Mais de 400 competidores participaram das oito modalidades
Mais de 400 competidores participaram das oito modalidades
Atraindo grande público, o Rodeio Estadual Escola de Laço Matheus Brondani, em sua primeira edição, pode se tornar parte da programação oficial do município. O Parque do Gaúcho lotou durante o final de semana, a fim de acompanhar os competidores das oito modalidades da competição.
Idealizador e coordenador do evento, Mário Brondani, fundador da escola de laço que deu origem ao rodeio, comemorou o sucesso do evento, que contou com representantes de 17 municípios. "Estava prevista a participação de 25 cidades, mas com a chuva que tem castigado nosso estado, fico muito agradecido a quem veio. Atingimos nosso objetivo", destaca.
Durante a sexta, sábado e domingo, milhares de bajeenses lotaram o parque e nem mesmo o tempo instável afastou o público. Mais de 400 pessoas competiram, como Vinícius Arce, que há três anos não sabia nem como segurar o laço. Foi na escola Mateus Brondani, sob os ensinamentos de mestre Mário, que aprendeu e desenvolveu o método. "Nunca tinha praticado, nem me chamava a atenção. Aí eu comecei a frequentar o parque e ver as aulas e fiquei curioso", explica.
Foi assim que se tornou parte da equipe da escola de laço, criada há seis anos e que já formou mais de 350 laçadores. Durante este período, Arce, junto ao seu fiel companheiro, Tostadinho, participou de competições em Livramento, Caçapava, Cachoeirinha e, agora, Bagé, representando a escola fundada por Mário Brondani para manutenção da tradição gaudéria. "Através da escola, ele (Brondani) consegue ajudar muita gente, muita criança, que começa a conhecer mais dessa cultura praticando o laço", conta.
A Escola de Laço Matheus Brondani foi fundada por Mário Brondani em 2013 como forma de homenagear o filho, uma das vítimas do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria. O rodeio foi sugerido por tradicionalistas gaúchos, interessados em ajudar na manutenção da escola. Durante os três dias, a equipe de organização contou com mais de 100 voluntários, reunidos com o objetivo de obter verbas para a compra de um ônibus para a entidade, facilitando a logística do transporte dos alunos da escola a outros rodeios pelo Estado.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...