ANO: 25 | Nº: 6381
08/10/2019 Fogo cruzado

Partidos formam bloco de oposição em Bagé

Foto: Antônio Rocha

Representantes de cinco legendas lançam grupo na quinta-feira
Representantes de cinco legendas lançam grupo na quinta-feira
Reunindo PT, PSB, PCdoB, Rede e PSOL, o bloco de oposição municipal será lançado em ato agendado para quinta-feira, às 19h30, na Câmara de Vereadores. O presidente do PSB, Ricardo Cougo, destaca que os partidos convergem diante da ‘preocupação com fazer valer os princípios democráticos, a transparência e a probidade administrativa’.
O presidente do PCdoB, Sandro Alves Lehmann, revela que o movimento no sentido da formação do bloco já era feito dentro da Câmara dos Deputados, ganhando espaço na agenda das direções nacionais das siglas. “Aqui em Bagé, também é momento de nos unir”, avalia.
Para a liderança socialista, o bloco ‘faz parte do amadurecimento democrático da sociedade’. “A democracia se fundamenta e avança à medida que há o contraditório e o questionamento, bem como a fiscalização dos órgãos de execução. E nós estamos dispostos, nesta união de partidos, a construir isso. Não estamos contra ninguém. Estamos a favor da sociedade de Bagé”, garante.
O representante do PSOL, Leonardo Nunes (Gam), observa que a conjuntura política, em âmbitos nacional, estadual e municipal, favoreceu a criação do bloco. “Lutamos por uma democracia plena, por políticas públicas que representem as necessidades do conjunto de trabalhadores. Apesar das diferenças estratégicas e táticas, temos muitos pontos de convergência", frisou.

Comunicação
Gam observa, entretanto, que ‘cada partido tem sua independência’, destacando que o bloco de oposição não está vinculo às eleições de 2020. Ele explica que a frente deve apostar no diálogo para marcar posição, lançando uma ferramenta de comunicação entre o bloco e a sociedade.
Paulinho Parera, do PT, adianta que a publicação deve abordar temas considerados estratégicos para o município, na avaliação dos partidos que compõem o bloco de oposição. “Teremos uma edição mensal, onde debateremos com a sociedade temas importantes, como a questão do Funpas, que nos preocupa muito”, exemplifica.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...