ANO: 25 | Nº: 6405
10/10/2019 Cidade

Caminho da Luz realiza Pedágio Farroupilha hoje

Foto: Tiago Rolim de Moura

Arrecadação anual de recursos busca auxiliar no custeio da instituição
Arrecadação anual de recursos busca auxiliar no custeio da instituição
Nesta quinta-feira, o Caminho da Luz realiza a sétima edição do Pedágio Farroupilha. A programação, que tradicionalmente ocorre em setembro, foi transferida em razão do mau tempo. A atividade serve para auxiliar a instituição na arrecadação de recursos visando às despesas de final de ano e manutenção da entidade. E a população está sendo convocada para ajudar porque a instituição não está recebendo repasse de recursos em relação aos convênios com o Município. A entidade revela que os salários da equipe estão em atraso.      
Entre 8h e 18h os funcionários da instituição, identificados com coletes, vão estar em três semáforos: na esquina entre as avenidas Marechal Floriano com Presidente Vargas (próximo ao Colégio Auxiliadora e ao Senac), no cruzamento entre a Avenida General Osório e Carlos Mangabeira (proximidades do Colégio Espírito Santo) e na Avenida João Telles com General Neto (na esquina do Quartel-General). Por conta de toda a mobilização da entidade em razão do pedágio, não haverá atendimentos nesta data nas dependências da instituição.
Em 2019, a população está sendo solicitada mais uma vez. Isso porque o Caminho da Luz vai utilizar parte da arrecadação do pedágio no pagamento da folha dos funcionários que não estão enquadrados nos convênios onde a instituição faz parte. "Estamos numa situação bem mais difícil atualmente, onde o convênio com a SMED e o Termo de Fomento com a SMASI foram renovados com atraso e o repasse de recursos está muito atrasado", pondera o presidente do Caminho da Luz, Ruibar Freitas.
Em relação ao Termo de Fomento da Secretaria de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso (SMASI), o repasse de valores tem um atraso de seis meses. Já o convênio com a Secretaria Municipal de Educação (SMED) tem um atraso de cinco meses. "Isso sem falar no mês de setembro, onde a instituição não recebeu os recursos dos convênios que tem", reforça Freitas. "A situação é delicadíssima, por isso nos socorremos da comunidade mais uma vez", ressalta.
Freitas revela que está em negociação com o prefeito Manoel Machado para viabilizar o repasse dos recursos, mas sem previsão de solução imediata. "Os recursos da Prefeitura, conforme informações que temos, estão aquém da necessidade do município, com queda na arrecadação nos meses de agosto, setembro e outubro. Estamos em uma situação muito pior do que a Prefeitura, porque os salários dos servidores ainda estão em dia e conseguiram pagar 25% do 13º salário e nós não conseguimos pagar nem os salários dos nossos colaboradores. Por isso a colaboração da população de Bagé no Pedágio Farroupilha é essencial para continuarmos nosso trabalho", assinala o presidente do Caminho da Luz. 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...