ANO: 26 | Nº: 6523
22/10/2019 Cidade

Trajeto para a Descida do Camaquã depende de vistoria

Foto: Arquivo JM

Evento conta com dezenas de participantes todos os anos
Evento conta com dezenas de participantes todos os anos

Um novo trajeto, inédito para os remadores do Camaquã, foi apresentado em reunião para os participantes da próxima edição. A ideia é que o percurso tenha cerca de 30 quilômetros, partindo do Passo da Carretas, situado em Piratini, e encerrando no paredão em Santana da Boa Vista. A data para a realização do evento está agendada entre os dias 17 a 19 de janeiro de 2020.

Conforme o coordenador da atividade, José Crespo, a proposta foi apresentada aos remadores durante a reunião, que aconteceu na semana passada. Ele salienta que a sugestão ainda não está confirmada, pois depende de uma vistoria na área e a busca de um local de acampamento e logística para os participantes. "Já temos um espaço no trecho, mas devemos realizar uma análise na área no início de novembro", adianta.

Crespo ressalta que o percurso de 30 quilômetros deve ser realizado em duas etapas. A primeira de 20 quilômetros, no sábado, e o restante no domingo. "Por ser longe da estrada, alguns participantes estão preocupados com o resgate. Porém, já apresentamos outras alternativas", relata.

O coordenador ressalta que, na próxima reunião do grupo, que deverá acontecer após a vistoria da área, será entregue o DVD da 24ª Descida do Camaquã, realizada este ano. Nas duas últimas edições, o acampamento foi montado no Camping Camaquã, na propriedade de Paulo Tadeu, quando foram percorridos cerca de 18 quilômetros. Crespo comenta que as inscrições para o evento devem ser disponibilizadas após a confirmação do percurso e logística, mas ainda não há data definida.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...