ANO: 26 | Nº: 6576

Airton Gusmão

redacaominuano@gmail.com
Pároco da Catedral
26/10/2019 Airton Gusmão (Opinião)

Cristo vive: Ele é a nossa esperança e a mais bela juventude


"A Igreja e o mundo podem ouvir a voz de Deus também por meio dos jovens, que constituem um dos lugares teológicos onde o Senhor está presente. A Igreja faz uma opção preferencial por eles. Os jovens devem ser acolhidos, respeitados e acompanhados. Assim, a comunidade eclesial pode se renovar, se converter e perceber os sinais de Deus neste tempo" (Documentos da CNBB 109, nº 119).
Neste domingo celebramos em todo o Brasil o Dia Nacional da Juventude.Na Paróquia São José, em Hulha Negra, com o Tema: "Unidos no amor de Cristo, somos Igreja Jovem, batizada e enviada em missão", já desde o sábado, dia 26, acontece as Missões Jovens.
A partir da Exortação apostólica pós-sinodal, "ChristusVivit", Cristo Vive, do Papa Francisco, para os jovens e para todo o Povo de Deus, queremos trazer presente algumas reflexões sobre a juventude.
No início desta exortação, retomando o seu título, o Papa diz que "Cristo Vive: é Ele a nossa esperança, e a mais bela juventude deste mundo! Ele vive e te quer vivo. Ele está em ti, Ele está contigo e nunca te abandona. Por mais que te distancies, ali está o Ressuscitado, chamando-te e esperando-te para começar de novo. Quando te sentires envelhecido pela tristeza, ressentimentos, medos, dúvidas ou fracassos, Ele estará ali para te devolver a força e a esperança".
Falando da relação de Deus e a juventude, afirma que "a juventude é um presente de Deus. Ser jovem é uma graça. Deus é o autor da juventude e Ele trabalha em cada jovem. A juventude é um tempo bendito para o jovem e abençoado para a Igreja e para o mundo. É uma alegria, uma canção de esperança e uma bem-aventurança".
Sobre os sonhos e os projetos da juventude, o texto lembra que "a juventude, fase do desenvolvimento da personalidade, está marcada por sonhos que vão tomando corpo, por relações que adquirem cada vez mais consistência e equilíbrio, por tentativas e experimentações, por escolhas que constroem gradualmente um projeto de vida. Nesse período da vida, os jovens são chamados a projetar-se para a frente, sem cortar suas raízes, para construir autonomia, mas não sozinhos".
Contextualizando a realidade de todos os jovens com os seus sonhos e projetos abertos, o Papa Francisco recorda que existem algumas ameaças, como por exemplo, o lamento e a acomodação. Por isso,no texto ele diz que "O caminho é Jesus: fazê-lo subir em nossa barca e remar mar adentro com Ele. Ele é o Senhor! Ele muda a perspectiva da vida. A fé em Jesus conduz a uma esperança que vai mais além, a uma certeza fundamentada não só em nossas qualidades e habilidades, mas na Palavra de Deus, no convite que vem dele".
Desafiando a juventude a acolher o Cristo Vivo, para se deixar conduzir por Ele em uma nova vida, como sujeitos, protagonistas, há este forte apelo: "Jovens, não desistam do melhor de sua juventude. Não observem a vida a partir da varanda. Não confundam a felicidade com um sofá, nem vivam toda a sua vida na frente de um visor, de uma tela. Também não se convertam no triste espetáculo de um veículo abandonado. Não sejam carros estacionados, ou melhor, deixem brotar os sonhos e tomem decisões. Arrisquem, mesmo que se equivoquem. Não sobrevivam com a alma anestesiada, nem olhem o mundo como se fossem turistas. Façam barulho! Eliminem os medos que os paralisam para que não se transformem em jovens mumificados. Vivam! Entreguem-se ao melhor da vida! Abram a porta da gaiola e saiam para voar! Por favor, não se aposentem antes do tempo".
Acolhamos, respeitemos e acompanhemos a juventude. Façamos a nossa parte. Sejamos alegres na esperança, fortes na tribulação, perseverantes na oração e solidários com os que sofrem. Um bom final de semana a todos e até uma próxima oportunidade!

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...