ANO: 25 | Nº: 6381
30/10/2019 Esportes

Reação: o DNA da equipe jalde-negra

Foto: Antônio Rocha

Equipe tem revertido placares no segundo tempo
Equipe tem revertido placares no segundo tempo
Na trajetória da Copa Seu Verardi, o Bagé já provou que é capaz de reagir em situações adversas. É com esse pensamento que os jogadores estarão respaldados para enfrentar o Inter-B, amanhã, às 20h, no estádio Pedra Moura. Nos últimos jogos, os comandados de Badico têm obtido reviravoltas no segundo tempo. A primeira delas foi na primeira fase, quando venceu o Cruzeiro, por 2 a 1, de virada, em plena Arena Cruzeiro. Nas oitavas de final, o Lajeadense que o diga. Na ida, em Lajeado, após sair perdendo, o Abelhão buscou o empate no segundo tempo. E no duelo de volta, em Bagé, novamente saiu atrás no placar e empatou na etapa complementar. Nos pênaltis, precisou de mais uma virada para garantir a vaga.
Contra o Inter, por pouco não voltou de Alvorada com o empate, se não fosse o gol de falta do lateral colorado, Erick, nos minutos finais. Agora, aposta no "DNA de reação" e do fator local. Os ingressos antecipados estão sendo comercializados até as 19h30min de quinta-feira, por R$ 20, na Praça do Coreto, AP Esportes, Barbearia Gonzaga e na secretaria do clube. Na hora do jogo, o custo é de R$ 40. Idosos, estudantes e mulheres pagam R$ 20.
O Bagé já saberá hoje quem será o seu próximo adversário, caso passe pelo Inter-B. Às 16h, São José e Aimoré entram em campo, no estádio Passo D'areia, em busca de vaga na semifinal. No duelo de ida, as equipes empataram em 1 a 1. Então, quem vencer se classifica. Um novo empate leva a decisão para os pênaltis. E amanhã, pelo outro lado da chave, jogam Gaúcho x Caxias (15h) e São Borja x Pelotas (16h).

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...