ANO: 25 | Nº: 6386
08/11/2019 Cidade

Curso de Direito da Urcamp celebra 50 anos em festa

Foto: Tiago Rolim de Moura

Jantar comemorativo ao aniversário ocorreu no Clube Cantegril
Jantar comemorativo ao aniversário ocorreu no Clube Cantegril
Cinco décadas após a autorização para o funcionamento, o curso de Direito da Urcamp celebrou com festa, na noite de quarta-feira, 6, o cinquentenário. Professores, funcionários e egressos do curso foram recepcionados, no Clube Cantegril, em uma noite de celebração comemoração cheia de memórias, reencontros e honrarias.
A noite iniciou com agradecimentos e homenagens e seguiu com o jantar preparado pelos acadêmicos do curso de Gastronomia, sob a batuta do coordenador do curso, o chef Júnior Lagoa.
Em celebração, a reitora Lia Maria Herzer Quintana, também presidente da Fundação Attila Taborda, destacou sobre qualidade e longevidade da Faculdade de Direito: “Uma instituição com um curso que completa 50 anos só tem a festejar e mostra que não somos perenes. Todas as situações passam, mas a instituição, enquanto um retorno para a comunidade, permanece”, ressaltou.

Comenda Attila Taborda
A Comenda Attila Taborda é a mais alta honraria dedicada pela Urcamp a instituições ou lideranças que tenham, a partir de sua representatividade, contribuído com a melhoria das condições de oferta do Ensino Superior.
Na ocasião do evento, foi homenageado, com a entrega da placa, o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, representado pela desembargadora Vania Cunha Mattos. Tanto a magistrada quanto o TRT tiveram papel fundamental nas conciliações e negociações trabalhistas que permitiram a continuidade dos serviços prestados pela instituição de ensino. “A Urcamp, na pessoa da reitora Lia e dos advogados que atuam na instituição, tem respeito muito grande pela Justiça do Trabalho e isso é muito importante no momento atual”, afirmou.
Destacou, ainda, a alta capacidade e qualidade dos profissionais formados pela Instituição de Ensino Superior nestas cinco décadas. “Com os expoentes que tem, que frequentaram e os que ainda vão frequentar o curso, a Urcamp é uma vitória para a comunidade, para os professores, para todos. Além das prerrogativas da Justiça, que a partir da negociação manteve a instituição funcionando, é motivo de orgulho também para a Justiça do Trabalho toda a luta da Urcamp”, diz.

Lembrados e homenageados
Além da entrega da comenda, outras personalidades presentes também foram homenageadas e receberam agradecimentos pelo papel desempenhado na trajetória destes 50 anos, como os ex-diretores do curso Adair Fagundes Teixeira, cuja homenagem póstuma foi recebida pelo filho, Marcelo Teixeira, Maria Luíza Lorenzoni Bernardi, Dilce Helena Picolli, Neusa Maria Ferreira da Cunha, Marilene Vaz Silveira; as secretárias Rita Esther Lopes Mouchet e Isabel Cristina Santos Magalhães; os professores Cláudio de Leão Lemieszek, Ernani Urdaniz Deiro, Paulo Antonio Costa e Zuleida Maria Barbosa.
Também foram celebrados egressos atuantes no Ministério Público, como o promotor de Justiça do Estado, Diogo Taborda; na Defensoria Pública, Luciane Navarrina Trindade e Rafael Dorado; na Polícia Civil, delegado de polícia Cristiano Ribeiro Ritta; também foi lembrado, representando o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil; o professor Honoris Causa da Urcamp, Claudio Pacheco Prates Lamacchia, ex-presidente da OAB Nacional; vice-presidente da OAB/RS, Jorge Luiz Dias Fara.
A juíza do Trabalho da Comarca de Bagé, Marcele da Cruz Lanot Antoniazzi, também foi uma as homenageadas da noite e celebrada por sua contribuição à Urcamp e ao curso de Direito. “Fiquei muito feliz com esta homenagem, e, confesso, surpresa também. Mas com certeza é reconhecimento daquilo que a gente faz com amor. Quando recebemos os alunos do Direito nas salas de audiência é uma preparação para o mercado de trabalho. O papel mais importante que a universidade pode permitir é esse contato com o Judiciário, pois a teoria é muito importante, mas aplicar isso no dia a dia é uma coisa que o aluno deve ter”, apontou.
Presidente da subseção de Bagé da OAB, Marcelo Marinho, egresso da turma formada em 1995, fez questão de ressaltar a relevância e o impacto não só do curso de Direito, mas da Urcamp, de forma geral, para a região. “Mais de mil profissionais inscritos na Ordem, que exercem a profissão aqui, saíram dos bancos acadêmicos da Urcamp. Ótimos profissionais. A instituição tem um grande significado não apenas para a comunidade jurídica, mas é importante, também, para crescimento e desenvolvimento da região”, ponderou.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...