ANO: 25 | Nº: 6382
09/11/2019 Cidade

Centros de Saúde de quatro bairros terão horário ampliado a partir da próxima semana

Foto: Jaqueline Muza/ Especial JM

Novidade foi anunciada pelo prefeito e pelo secretário de Saúde
Novidade foi anunciada pelo prefeito e pelo secretário de Saúde

O município de Bagé anunciou, sexta-feira, em coletiva para a imprensa, a implantação do programa federal Saúde na Hora. A iniciativa prevê a extensão de horário de atendimento das Unidades Básicas de Saúde (UBS), que passarão a funcionar das 7h30 às 19h30. Os primeiros Centros a receberem o programa serão o Floresta e o Centro Social Urbano, que já passam a funcionar a partir da próxima semana.
No Floresta, a previsão é que, na terça-feira, após uma reunião com os moradores, o horário já seja ampliado. No Centro Social Urbano, tal procedimento deve iniciar a partir de quinta. O secretário de Saúde e Atenção a Pessoa com Deficiência, Mário Mena Kalil, salienta que as unidades da Arvorezinha e Castro Alves devem começar o atendimento na semana seguinte.
Segundo Kalil, o programa prevê que as unidades que aderirem à proposta ampliem seus horários de atendimento para funcionamento entre 60h e 75h semanais. “Inicialmente, será até as 19h30, e, posteriormente, a ampliação deve se estender para às 21h, aumentando mais uma equipe da Estratégia de Saúde da Família”, detalhou. Ele também informou que será contratado um farmacêutico para a atender após as 17h.
Conforme o prefeito Manoel Machado, o programa irá desafogar o Pronto-Socorro e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). "Os quatro cantos da cidade estarão assistidos e isso irá beneficiar as pessoas que não conseguem ir no horário de trabalho”, disse.

Critérios

Para fazer parte do Saúde na Hora foi necessário atender a algumas exigências, como manter a composição mínima das equipes de Saúde da Família – com médico, enfermeiro, dentista e auxiliar de enfermagem – sem reduzir o número de equipes que já atuam no município. A UBS também deve funcionar sem intervalo de almoço, de segunda a sexta-feira, podendo complementar as horas aos sábados ou domingos. Além disso, a unidade também deve ter o prontuário eletrônico implantado e atualizado.

Segundo Kalil, a partir da adesão ao programa, as unidades que recebiam R$ 21 mil para custeio passam a receber R$ 26 mil mensais, o que garante a atuação de três equipes de Estratégia da Saúde da família.

O programa Saúde Na Hora foi lançado, em maio, pelo Ministério da Saúde, e já conta com a adesão de 974 ESFs. A iniciativa amplia os recursos mensais a municípios que estenderem os horários de funcionamento para o período da noite, além de permanecerem de portas abertas durante o horário de almoço.

Aumento na arrecadação

O secretário de Saúde também informou que, a partir do próximo ano, Bagé terá um aumento na arrecadação através do Programa Nacional de Melhoria e da Qualidade da Atenção Básica. Ele salienta que o município passará a receber R$ 11 milhões por ano, um aumento estimado de R$ 3 milhões.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...