ANO: 26 | Nº: 6543
12/11/2019 Segurança

Polícia Civil realiza paralisação contra pacote do Governo do Estado

Nos dias 13 e 14 de novembro, os Policiais Civis gaúchos devem realizar uma paralisação com o objetivo de manifestar contrariedade ao pacote do governo estadual que modifica o sistema de aposentadoria e cobrar o pagamento de salários atrasados.
Em Bagé, segundo o diretor da Ugeirm/Sindicato, Luiz Henrique Lamadril, a ação será em frente à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA). "Iremos explicar para a comunidade o que estamos reivindicando e somente serão atendidas urgências", ressaltou.
No dia 14, segundo dia de paralisação, será realizado um ato conjunto com todas as categorias do serviço público gaúcho. Segundo orientações do sindicato da categoria, a paralisação começará às 8 horas da manhã do dia 13 e se estenderá até as 18 horas do dia 14. "No interior, a orientação é que todos (as) compareçam aos locais de trabalho e se concentrem na frente dos órgãos para dialogar e explicar à sociedade sobre os ataques a nossa carreira e a nossa família", frisa o cronograma.
Para quinta-feira, a concentração está agendada para ocorrer em frente ao Palácio Piratini, a partir das 13h30, em ato unificado dos servidores públicos. "A orientação é para que não haja circulação de viaturas. Todas devem permanecer paradas no órgão a que pertencem", cita o sindicato.

Plantão
Mesmo com a paralisação, deve haver atendimentos. "Serão atendidas somente ocorrências policiais de Maria da Penha com pedido de medidas protetivas, crianças vítimas, homicídios, estupros, prisões e furto/roubo de veículos (não atender recuperação ou devolução de veículos). Casos de prisão em flagrante somente iniciar o procedimento após análise criteriosa da autoridade policial. Exigir a presença da autoridade policial em todos os atos do flagrante", completa a Ugerim.


 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...