ANO: 26 | Nº: 6590

Dilce Helena Alves Aguzzi

dilcehelenapsicologa@gmail.com
Psicóloga
03/12/2019 Dilce Helena Alves Aguzzi (Opinião)

Não é

Não se trata de um concurso para perceber quem chega nos primeiros lugares, quem vai mais depressa ou quem tem o melhor desempenho.
Não é o caso de descobrir qual o bebê mais precoce, qual criança caminha primeiro, quem aprende a ler mais cedo, quem chega na faculdade mais jovem, quem aparenta menos idade, quem é mais magro, viaja mais ou tem mais amigos.
Não é uma disputa para saber quem tem filhos mais bonitos, mais saudáveis, mais adestrados, inteligentes ou com notas melhores.
Também não é uma prova seletiva para premiar quem tem mais razão ou a rede social com fotos mais produzidas, mais visualizações, curtidas e seguidores.
Embora pareça que são essas questões que dão colorido e sentido à existência não é disso que se trata viver. A vida se impõe e mantém seu ritmo a despeito de toda necessidade de agradar e parecer perfeito que a cultura de massa atualmente possa apregoar.
Embora seja essencial aprender a conviver em grupos e a equilibrar a necessidade de influenciar e ser influenciado por estes mesmos grupos, a vida passa de modo individual. É na solidão da alma inimitável que as maiores batalhas acontecem, os maiores medos são escondidos ou enfrentados e nas profundezas da memória se registram nossas vitórias e derrotas.
Encontrar satisfação tem a ver com descobrir um sentido para viver e desvendar os mistérios, questões únicas e individuais, por mais que nossa felicidade ou infortúnios estejam relacionadas a outras pessoas nossa estrada e percurso são singulares. As conquistas são intransferíveis e totalmente individuais. Os grandes feitos de alguns podem parecer pura besteira para outros e vice-versa. Perder a noção de individualidade olhando as aquisições alheias além de nos tornar insatisfeitos também pode proporcionar sensação de inadequação e frustração. O plano deve ser seguir em frente na própria jornada rumo ao auto-aperfeiçoamento com o olhar ora para fora, ora para dentro e valorizando cada centímetro avançado. De qualquer forma para quem importa e chegar antes, parabéns!



"A vida se impõe e mantém seu ritmo"

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...