ANO: 25 | Nº: 6487
13/12/2019 Região

Evento vai assinalar os 30 anos do MST na região da Campanha

Foto: Reprodução JM

Imagem da época de instalação de assentamentos mostra escola improvisada
Imagem da época de instalação de assentamentos mostra escola improvisada
Uma parte da história da Reforma Agrária, em específica a puxada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na região da Campanha, será assinalada durante um evento, neste final de semana. Em 2019, são completados 30 anos da instalação de assentamentos, devido às reivindicações de terra, saúde e educação. Em 1989, quando os Sem Terras se deslocaram para o Pampa, existia somente a cidade de Bagé. Depois da implementação de mais assentamentos, foram criados outros três municípios: Hulha Negra (1992), Candiota (1992) e Aceguá (1996).
Em publicação especial, na página do MST na internet, assinada por Maiara Rauber, é frisado que "a partir da luta pela terra, na época foram criados seis assentamentos. Os que atualmente estão localizados em Hulha Negra são os Assentamentos Nova União, Missões Alto Uruguai, Santa Elmira e Conquista da Fronteira. Já os situados em Candiota são os Assentamentos Santa Lúcia e Nossa Senhora Aparecida. Hoje, nesses dois municípios, juntamente com Aceguá e Pedras Altas, há 2.250 famílias assentadas em 58 áreas de Reforma Agrária".
No informe, consta que, no primeiro ano, "as famílias sofreram discriminações pela sua cultura e forma de luta. Outra dificuldade enfrentada foi a inexistência de apoio do governo. Porém, conforme o assentado Marino de Bortoli, os então militantes do Movimento Sem Terra buscaram caminhos para começar a produção de alimentos. A Cáritas e outros apoiadores foram fundamentais para esse pontapé".
Em seguida, continua a publicação, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) passou a auxiliar os camponeses. "Sem conhecer as condições do solo e o clima da região, os trabalhadores plantaram milho. A Cooperativa de Produção, Trabalho e Integração (Coptil) foi a primeira cooperativa criada no assentamento, porém a Cooperativa Regional dos Agricultores Assentados (Cooperal) passou a envolver todas as famílias, levando-as para comercialização e armazenagem, o que facilitou a compra e venda de produtos, insumos e bens de consumo", recorda.
E, para assinalar este trecho da história local, o MST está preparando dois dias repletos de atividades. Será nos dias 14 e 15 de dezembro, no Assentamento Conquista da Fronteira, em Hulha Negra. Na programação terá torneio de futebol 7, baile com a Banda Porto do Som, ato de celebração dos 30 anos de assentamentos na região e shows de artistas renomados e populares da Campanha.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...