ANO: 25 | Nº: 6460
14/12/2019 Segurança

Delegado Regional apresenta estatísticas em sessão de comemoração aos 178 anos da Polícia Civil

Foto: Divulgação

Benites se manifestou na Câmara de Vereadores
Benites se manifestou na Câmara de Vereadores

O ano de 2019 deve encerrar com os menores índices de criminalidade dos últimos três anos, em Bagé e região, segundo as estatísticas apresentadas pelo delegado Regional da Polícia Civil, Luis Eduardo Benites, em sessão especial, na manhã de quinta-feira, na Câmara de Vereadores, em homenagem aos 178 anos da Polícia Civil. No número de vítimas de homicídios – considerado em todo o mundo como o fator mais importante no monitoramento da violência – a redução vem acontecendo ano a ano.
De acordo com o delegado, o objetivo foi falar das estatísticas das operações, das apreensões de armas, drogas, homicídios, crimes de abigeato e de proteção a mulher. “E principalmente dos homicídios, que tivemos uma redução bem acentuada desde 2017 até agora”, explicou.

Assassinatos, armas e drogas

De acordo com os números da estatística da Secretaria Estadual de Segurança Pública, em 2017 foram registrados 17 homicídios dolosos (quando há intenção de matar) e, em 2018, foram registrados 13 crimes contra a vida, em Bagé. “Tivemos uma redução e sempre contando que todos tem culpabilizados os responsáveis e com entrega dos inquéritos, ao poder judiciário com os indiciados”, ressaltou o delegado. Em 2019, foram contabilizados 12 casos.

Foram registradas apreensões de 239 armas na região, sendo nove pela equipe da Primeira Delegacia de Polícia de Bagé, 11 pela Delegacia de Candiota, 24 pela Segunda Delegacia de Polícia de Bagé, 31 pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco/Bagé), 44 pela Delegacia de Dom Pedrito, 59 pela Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab/Bagé), quatro pela Delegacia de Aceguá, 18 da Deam/Bagé, quatro da Delegacia de Vila Nova do Sul, quatro pela Delegacia de Lavras do Sul, 10 pela Delegacia de Pinheiro Machado e 21 pela Delegacia de São Gabriel.

O número de apreensões de drogas, segundo os dados da Delegacia Regional, foram expressivos, com um total de 203.969,90 quilos de drogas apreendidas na região. A Primeira Delegacia de Polícia Civil de Bagé apreendeu 30,9 gramas, a Delegacia de Candiota 1.339,8 quilo, a Segunda Delegacia de Polícia Civil de Bagé 2.981,7 quilos, a Draco/Bagé 150.718,3 quilos, a Delegacia de Dom Pedrito 12.140 quilos, a Decrab/Bagé 94.18 gramas, a Deam/Bagé 17,3 gramas, a Delegacia de Vila Nova do Sul cinco gramas, a Delegacia de Lavras do Sul 3,6 gramas, a Delegacia de Pinheiro Machado 5.372,6 quilos e a Delegacia de São Gabriel 31.266,53 quilos.

Números
Conforme os dados estatísticos da Delegacia Regional de Polícia Civil, neste ano aconteceram 17 grandes operações, como a Alliance e Los Hermanos, coordenada pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco/Bagé) de combate ao tráfico de entorpecentes. A segunda foi a operação Bela Vista, em São Gabriel.

Se somam a elas, as operações Brick RS, Caminho da Serra, Grande Negócio, Invernada, Maria Grande, Matilha, Passo do Salso e Reculuta coordenadas pela Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab/Bagé), outras duas operações da Delegacia de São Gabriel também foram deflagradas, Cárcere e Castelo de Areia, ambas de combate ao tráfico de drogas, a Desarme e Salvare, coordenadas pela Delegacia Especializada em Atenção à Mulher (Deam) e, a última, foi a operação Fronteira, da Delegacia de Aceguá.

Outro tema apresentado pelo delegado regional foi o número de medidas protetivas. Aceguá registrou sete medidas protetivas até novembro, Bagé 664, Candiota 39, Dom Pedrito 207, Hulha Negra 16, Lavras do Sul 36, Pedras Altas seis, Pinheiro Machado 51, Santa Margarida do Sul 10, São Gabriel 393, Vila Nova do Sul 13, totalizando 1.442 já solicitadas durante o ano.

Durante 2019, foram registradas 23.818 ocorrências, sendo 123 em Aceguá, 11.180 em Bagé, 631 em Candiota, 3.143 em Dom Pedrito, 756 em Lavras do Sul, 756 em Pinheiro Machado, 6.989 em São Gabriel e 296 em Vila Nova do Sul.

Os registros de furtos abigeatos de janeiro a novembro totalizaram 405, sendo seis em Aceguá, 142 em Bagé, 23 em Candiota, 54 em Dom Pedrito, cinco em Lavras do Sul, 40 em Pinheiro Machado, 121 em São Gabriel e 14 de Vila Nova do Sul.

 

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...