ANO: 25 | Nº: 6486
03/01/2020 Cidade

Capuchinhos assumem igreja Auxiliadora em fevereiro

Foto: Melissa Louçan/Especial JM

Padre Tarcísio foi transferido para Rio Grande
Padre Tarcísio foi transferido para Rio Grande
Após mais de um ano de indefinições, foi definida, na última semana, a mudança de congregação para assumir a Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, há mais de 100 anos coordenada pelos Salesianos, em Bagé. A partir do dia 2 de fevereiro, ficará à frente da paróquia a congregação dos capuchinhos. O frei Eudes Roque Zanon, 53 anos, que é diretor da gráfica do Instituto de Menores e responsável pela fraternidade em Bagé, será o administrador da paróquia.
Frei Eudes é natural do município de São Jorge, na Serra Gaúcha, e foi ordenado padre há 24 anos. Ele atuou em várias paróquias e está em Bagé há um ano, vindo de Vacaria, onde era pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima. O frei Roberson Chiarentin, que é vigário da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, será o auxiliar.
Segundo o frei, os ritos na igreja continuaram os mesmos, somente muda a congregação. Ele explica que os salesianos têm o carisma da educação e os capuchinhos são missionários. O religioso salienta que a missa de posse será realizada no dia 2 fevereiro, às 19h, mas argumenta que já fez os primeiros contatos com o conselho pastoral, para a realização da festa de Nossa Senhora Auxiliadora, copadroeira de Bagé, que acontece 24 de maio. “Depois da posse, iremos formatar melhor as atividades”, disse.
O novo pároco ressalta que assumir a Paróquia Auxiliadora é um desafio, devido ao tamanho da estrutura. Ele destaca que dará continuidade ao trabalho e irá buscar manter a comunidade viva.

Salesianos no Colégio Auxiliadora
Até a chegada do novo administrador, a igreja fica sob o comando do Padre Tarcísio Luís Brasil Martins. O pároco ressalta que deveria ter saído no dia 31 de dezembro, mas, devido ao dia de Dom Bosco, comemorado 31 de janeiro, será realizada uma celebração de despedida dos salesianos que atuam na igreja.
Segundo o padre, a congregação salesiana segue em Bagé, atuando no Colégio Auxiliadora. Ele informa que a inspetoria salesiana pede quatro religiosos em cada comunidade, e, devido a escassez de pessoal, em Bagé havia a atuação de dois padres e um irmão. “Irei assumir a Paroquia Nossa Senhora Auxiliadora, em Rio Grande, e o diretor salesiano de Rio Grande, Padre Leandro Brum Pinheiro, assume a escola como diretor institucional”, comenta.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...