ANO: 26 | Nº: 6542

Egon Kopereck

egonkopereck@gmail.com
Pastor da Congregação Evangélica Luterana da Paz
04/01/2020 Egon Kopereck (Opinião)

A lição da borboleta

Amigos leitores!
Estamos diante de um novo ano.  Novos desafios, novos planos, novas metas estabelecidas.  Onde queremos chegar?  O que almejamos para esse novo ano?  Como queremos e vamos enfrentar tais desafios, metas e objetivos a serem alcançados?
O já falecido governador de São Paulo Mário Covas, em momentos de profunda angústia diante de sua enfermidade, compartilhou esta mensagem.
Um dia, uma pequena abertura apareceu no casulo, e o homem sentou e observou a borboleta por várias horas, conforme ela se esforçava para fazer com que seu corpo passasse através daquele pequeno buraco.
Então ela parou de fazer qualquer progresso. Parecia que ela já avançara o mais que podia, e não conseguia ir mais longe.  O homem decidiu ajudar a borboleta:  pegou uma tesoura e cortou o resto do casulo.
A borboleta saiu facilmente, mas seu corpo estava murcho, era pequeno e tinha as asas amassadas.  O homem continuou a observar a borboleta porque ele esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem e esticassem para serem capazes de suportar o corpo que iria se firmar com o tempo.
Mas nada aconteceu, a borboleta passou o resto da sua vida rastejando com um corpo murcho e asas encolhidas.  Ela nunca foi capaz de voar.  O que o homem, em sua gentileza e vontade de ajudar não compreendia, era que o casulo apertado, e o esforço necessário à borboleta para passar através da pequena abertura, era o modo com que Deus fazia com que o fluído do corpo da borboleta fosse para as suas asas tornando-a pronta para voar uma vez que estivesse livre do casulo.
Algumas vezes, o esforço é justamente o que precisamos em nossa vida.  Se Deus nos permitisse passar através de nossa vida sem quaisquer obstáculos, Ele nos deixaria aleijados.  Nós não seríamos tão fortes como poderíamos ter sido.  Nós nunca poderíamos voar.
Eu pedi força ... e Deus me deu dificuldades para me fazer forte.
Eu pedi sabedoria ... e Deus me deu problemas para resolver.
Eu pedi prosperidade ... e Deus me deu cérebro e músculos para trabalhar.
Eu pedi coragem ... e Deus me deu perigo para suportar.
Eu pedi amor ... e Deus me deu pessoas com problemas para ajudar.
Eu pedi favores ... e Deus me deu oportunidades.
Eu não recebi nada que pedi ... mas recebi tudo que precisava.
Por isso peço:  Pai nosso, seja feita a tua vontade assim na terra como nos céus.
Que 2020 seja muito abençoado na vida de todos nós.  Deixemos Deus no comando de tudo.  Entreguemos toda a nossa vida aos seus cuidados, e, então, vamos a luta.  Trabalhar, estudar, planejar, fazer o melhor e confiar.   Com Deus no coração, dirigindo nossos passos, nossa vida, nada a temer.
Feliz 2020 para todos.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...