ANO: 26 | Nº: 6539
14/01/2020 Cidade

Igreja Anglicana ainda não realizou casamento igualitário em Bagé

Foto: Tiago Rolim de Moura

Igreja foi a primeira das instituições religiosa históricas e aprovar o casamento
Igreja foi a primeira das instituições religiosa históricas e aprovar o casamento
Desde que foi aprovado pela Diocese Sul Ocidental da Igreja Episcopal Anglicana, em novembro de 2019, a realização da bênção religiosa para casamentos igualitários (entre pessoas do mesmo sexo), nenhuma cerimônia foi realizada em Bagé. A igreja episcopal foi a primeira das instituições religiosas históricas a tomar a decisão de realizar a celebração.
De acordo com a reverenda Ana Maria Esvael Lopes, não houve nenhuma solicitação até agora. Ela comenta que para receber a bênção religiosa é necessário casar no civil primeiro. “A igreja está aberta para acolher todas as pessoas. Nossa identidade (Ethos) e a unidade na diversidade”, disse.
Conforme a reverenda, para a realização da cerimônia de casamento é necessário que o casal procure a igreja e serão especificados todos os documentos necessários. Após estes encaminhamentos é solicitada a permissão do bispo Francisco de Assis da Silva, responsável pela diocese.
A decisão de realizar casamentos igualitários foi anunciada durante o 67º Concílio, realizado na Matriz do Crucificado, em Bagé. O evento reuniu dezenas de representantes de pastorais e missões de toda a diocese, que engloba parte do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. O casamento igualitário foi aprovado durante o 34º Sínodo Ordinário, em 2018, após mais de duas décadas de debate.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...