ANO: 26 | Nº: 6542
14/01/2020 Campo e Negócios

Irga lança circular técnica sobre redução de gases de efeito estufa

Foto: Reprodução JM

Publicação apresenta orientações através de ilustrações
Publicação apresenta orientações através de ilustrações
O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) lançou a terceira circular técnica, com o tema “A lavoura arrozeira, bem conduzida, contribui para reduzir a emissão de gases de efeito estufa”. A finalidade da publicação, lançada na sexta-feira, 10, é demonstrar, por meio de trabalhos científicos, que em função do melhoramento genético e manejo cultural, a emissão de gases de efeito estufa (GEE) diminuiu em 48% nos últimos anos. Além disso, a adoção de culturas de sequeiro e práticas como preparo antecipado contribuem substancialmente para reduzir essas emissões.
A circular contém informações sobre o que são gases de efeito estufa, fatores que favorecem a emissão dos GEE, estádio de desenvolvimento, tipo de planta e ciclo das cultivares, plantas de cobertura e rotação de culturas, manejo da água e de solo e oportunidades para o setor produtivo.
A publicação é assinada pela pesquisadora da Estação Regional de Pesquisa do Irga em Cachoeira do Sul, doutora Mara Grohs, pelo professor do Departamento de Ciência do Solo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), dr. Cimélio Bayer, e também pelos professores do Departamento de Ciência do Solo da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) dr. Leandro Souza da Silva e dr. Sandro José Giacomini.
“Após os estudos realizados e as respostas obtidas, concluímos que esse tipo de informação poderia ser utilizado pela cadeia produtiva do arroz, pelas indústrias alimentícias e ainda em políticas públicas para direcionar esforços na divulgação desses fatos, atuando na forma de valorização econômica desse alimento que tanto contribui para o desenvolvimento econômico e social do Estado, tendo a sustentabilidade ambiental como uma de suas bases de produção”, comenta a pesquisadora Mara Grohs.
A primeira circular do Irga foi lançada em julho de 2019, tendo como tema “O manejo da adubação nitrogenada de cobertura no arroz irrigado no Sul do Brasil”. A segunda Circular, foi publicada em outubro e teve enfoque na cultivar IRGA 431 CL: resistência à brusone e excelente qualidade de grãos

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...