ANO: 26 | Nº: 6525

Jessica Pacheco

17/01/2020 Caderno Ellas

Nuart - a arte de fotografar a essência

Foto: Divulgação

por Jéssica Pacheco

Definitivamente a fotografia faz parte do cotidiano de todos nós. Antigamente, lembro de querer escolher o filme com mais poses - mas era luxo -, então me contentava com o que tínhamos. Um aniversário e várias pessoas? Por favor! Reúnam a família com o maior número de membros possível para encaixar no enquadramento; só temos 24 registros. E se queimar, poxa vida! Perdemos tudo.

Mas os tempos mudaram - e evoluíram; evoluímos, também. Logo seriam anunciadas as tão esperadas câmeras digitais que, convenhamos, na época, traziam a dúvida se algum dia iriam conseguir substituir as analógicas; a qualidade era duvidosa. De repente, os telefones celulares que enviavam mensagens já não eram tão modernos; a luz da tela deixar de ser verde e dar espaço à branca, também não fazia diferença. Surgiam as edições com câmeras. Virávamos o celular e tentávamos nos enquadrar quase que por sorte (o que hoje conhecemos por selfies - facilitadas pelas frontais).

As câmeras profissionais agora não tinham restrições de fotografias - a menos que a memória do cartão não comportasse. E assim, logo todos nós tínhamos, na palma da mão e ao pé do ouvido, a possibilidade de registrar e eternizar qualquer festa, confraternização, viagens, trabalhos, crianças e idosos, nós mesmos.

Mas, apesar da captura do obturador estar presente em cada clic, independente de quem aperta o botão, me arrisco a dizer que fotografia é arte; desenhada por olhos artísticos. E foi nesse contexto que nasceu a Nuart, leia-se Amanda Pedrotti e Carolina Navarrina, nossas parceiras durante meu tempo como interina no Caderno Ellas.

Amanda é artista. Formou-se em Ballet Clássico no Instituto Municipal de Belas Artes. As sapatilhas de bailarina não ganharam o armário (como eu fiz com as minhas). Amanda deu vida para todas elas, e rumou para Santa Maria. Por lá, iniciou a faculdade de Teatro, e consolidou o que todos os amigos e familiares já sabiam: Amanda respirava, transcendia e viveria de arte.

Carolina é artista. Por muitos anos, entendeu (e ainda entende) sobre todos os âmbitos da tecnologia. Transcorreu por entre suas aptidões, e foi estudar Engenharia de Energia. Mas, entre um computador aqui e um cálculo ali, nunca abandonou um dom que descobriu há quase uma década. A partir de 2012, Carolina viraria fotógrafa - de ensaios, eventos, festas. Carolina eternizava o que tinha em si: arte.

Foi a união das duas, que começou em amizade e passou a ser parceria para vida, que abriu caminho para a curiosidade de Amanda. Amanda conduzia seus movimentos com pontas de pé, leveza nos braços e expressão no olhar. Carolina conseguia imprimir cada um destes detalhes em um único registro. Era arte. É arte.

Em uma conversa com o amigo Heverson Gonçalves dos Santos, Amanda falava sobre a importância de compreender a fotografia além de cenário e modelo. Existia algo a mais em cada cena que contava uma história. Heverson disse: façam arte.

Nascia, portanto, a Nuart: duas fotógrafas que têm o poder de ver além do retrato. Elas dirigem os ensaios como se estivessem em cena, e trazem à tona toda expressão e a verdade que cada personagem tem a contar. E é com elas que estarei enquanto estiver como editora do Ellas. Bem-vinda, Nuart, seja arte! Fotografe a essência!

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...