ANO: 26 | Nº: 6588
18/01/2020 Segurança

Pelo terceiro ano consecutivo, Estado apresenta redução nos crimes de abigeato

Foto: Divulgação

De 2015 para 2019 houve queda de quase 50%
De 2015 para 2019 houve queda de quase 50%
Desde a criação da Força-Tarefa de Combate aos Crimes Rurais e Abigeato, em agosto de 2016, através de trabalho perpetuado pelas Delegacias Especializadas na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab’s), o Estado vem reduzindo os índices de abigeato. O melhor resultado foi alcançado em 2019. A medida teve como finalidade sanar os problemas enfrentados em 2015 e 2016, períodos em que foi registrado o ápice de crimes rurais no Rio Grande do Sul.
No decorrer dos três anos, foram realizadas inúmeras operações, especialmente contra organizações criminosas. Ao todo, foram criadas quatro Decrab’s em solo gaúcho. E desde o início da atuação das delegacias, mais de 300 investigados foram presos por abigeato. Levantamento da Polícia Civil aponta o seguinte número de ocorrências registradas de abigeato, nos últimos cinco anos: 2015 (9 315 boletins); 2016 (10 473); 2017 (8 049); 2018 (6 239) e 2019 (5 389).
Em 2019, vale lembrar, o delegado André de Matos Mendes, titular da Decrab/Bagé, foi nomeado para coordenar a Força-Tarefa das Decrab’s. O trabalho, segundo dados da Polícia Civil, resultou em uma redução de 14,8% nos crimes de abigeato, em 2019, em comparativo com 2018. Porém, se comparar 2016 com 2019, o resultado é ainda expressivo: queda de quase 50% em ocorrências do gênero.
Para 2020, a meta da Força-Tarefa é avançar ainda mais, tanto do ponto de vista quantitativo, reduzindo o número de ocorrências, quanto no qualitativo, prosseguindo com o trabalho de combate ao crime organizado.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...